Palco Giratório

Capital recebe 10ª edição do Festival Palco Giratório Sesc/POA

Entre os dias 08 e 31 de maio, serão apresentadas mais de 100 sessões artísticas e formativas. O 10º Festival Palco Giratório Sesc/POA movimentará a Capital gaúcha, entre os dias 08 e 31 de maio, com espetáculos de teatro infantojuvenil e adulto, dança e circo, intervenções urbanas, além de atividades formativas. Durante os 24 dias de programação, serão apresentadas mais de 100 sessões artísticas e formativas. São 46 espetáculos encenados por 42 companhias de 13 diferentes estados, entre eles: Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. O Festival Palco Giratório Sesc/POA é uma realização do Sistema Fecomércio-RS/Sesc e integra a agenda do Arte Sesc – Cultura por toda parte.

Entre os destaques da programação, está o espetáculo “Trágica.3” (09 e 10/05), com atuação das atrizes Letícia Sabatella, Miwa Yanagizawa e Denise Del Vecchio, e direção de Guilherme Leme, vencedor do Prêmio Shell de Melhor Atriz e Figurino. A peça “Antes da Chuva” (15/05), da Cia Cortejo, vencedora do Prêmio Shell de Melhor Direção, “O Jardim” (14 e 15/05), da Cia Hiato (SP), vencedora do Prêmio Shell de Melhor Autor, e o musical “Edypop” (23/05), com a atriz Letícia Spiller, também estão entre os destaques.

Neste ano, o Festival Palco Giratório também contempla a temática relacionada ao olhar como via de acesso, em “Proibido Elefantes” (22/05), da Companhia Gira Dança; e a questão das psicoses, levantada no espetáculo “O Silêncio e o Caos” (19/05), de Dielson Pessoa. Peças como “Vigor Mortis Jukebox Vol. I” (21/05), da Vigor Mortis (PR), e “Playlist” (26/05), da Movasse (MG), propõem uma interação mais direta com o público, à medida que são obras construídas a cada apresentação pelos espectadores presentes. Porto Alegre recebe, ainda, o grupo homenageado pelo Circuito Palco Giratório 2015, o Balé Popular do Recife, fundado em 1976, pelo artista André Luiz Madureira e por Ariano Suassuna.

Alguns dos espetáculos que serão apresentados durante os 24 dias de evento foram selecionados pela curadoria nacional do Palco Giratório, e há também as atrações convidadas. Além da troca de informações e metodologias de trabalho, o Festival promove ainda a interação dos grupos com o público, por meio de conversas e debates que ampliam o conhecimento sobre o processo de criação no universo das artes cênicas. Confira a programação completa em www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio.

Saiba mais: Em 10 anos de Festival, o Sistema Fecomércio-RS/Sesc contabiliza 745 sessões de 355 espetáculos, apresentados por 251 grupos, além de 302 atividades formativas. A formação de plateias é um dos grandes focos do evento e, nesta década, 663 escolas públicas, ONGs, entidades sociais e grupos de teatro, totalizando 29,5 mil atendimentos, tiveram a oportunidade de assistir gratuitamente às apresentações de artes cênicas. A descentralização é outro ponto e, ao longo dos anos, mais de 50 espaços receberam a programação cultural, e o total de atendimentos foi de cerca de 400 mil.

O Festival é uma das vertentes do Circuito Palco Giratório. Há 18 anos circulando pelo país, o Palco Giratório leva espetáculos teatrais e oficinas de artes cênicas a todos os estados brasileiros. Neste 18º Circuito Palco Giratório Sesc, dois grupos de teatro gaúchos circularão pelo Brasil: De Pernas pro Ar, de Canoas, com o espetáculo "O Lançador de Foguetes", e o Clareira de Teatro, de Porto Alegre, com "Nina, o monstro e o coração perdido".