. .

Navegador Amyr Klink fala sobre expedições pioneiras, liderança e protagonismo no Conexão de Ideias 2019

Evento promovido pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac lotou o Salão de Atos da Ufrgs
Foto: Gilberto Braga

O navegador Amyr Klink falou sobre suas experiências com a travessia do Atlântico Sul a remo, sobre a circum-navegação da Antártida e sobre o período de 15 meses em que passou sozinho preso – voluntariamente – no continente gelado a uma plateia que lotou o Salão de Atos da Ufrgs na noite desta quarta-feira, 10/07. O evento faz parte do Projeto Conexão de Ideias 2019, do Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac, que traz a diversas cidades do Rio Grande do Sul grandes nomes para compartilhar experiências e aprendizados inspiradores. Neste ano, estão sendo realizadas 40 palestras em 39 cidades gaúchas.

Amyr Klink relatou todas as dificuldades que passou até realizar suas expedições, muitas delas ainda não repetidas por outros exploradores. O navegador contou que todas as dificuldades em termos de logística, financeiros, necessidade de ir atrás de novos conhecimentos e todo o empenho para encontrar soluções para estes problemas foram o que o prepararam para voltar vivo de suas expedições. Relatou uma frase que ouviu e o marcou: “Você precisa abraçar o problema, e não fugir dele”. Klink falou com preocupação sobre a pressa das novas gerações para chegar ao topo: “No mundo das startups, as pessoas já partem em busca do sucesso, querem criar unicórnios (empresas que valem 1 bilhão de Dólares), tomam atalhos. Mas 99% delas falham. No mundo da navegação, não existem atalhos. Para chegar vivo ao destino, você tem que fazer toda uma preparação e não dá para cortar caminhos”, comenta.

Mas assim como critica a pressa em chegar ao sucesso, Amyr vê mudanças positivas trazidas pelas novas gerações: o desprendimento em relação a carros, imóveis e outros bens. Cita que o jovem quer mobilidade, o que não significa ter um veículo próprio. Ter uma moradia, não é mais sinônimo de casa própria. “Eu quero ser o homem mais rico do mundo. E isso acontecerá quando eu não tiver mais nenhum bem. Porque acredito que a verdadeira riqueza está nas experiências que vivemos e não nos bens que acumulamos”, relata.

Para agosto, estão previstas dez palestras do Conexão de Ideias. Confira a programação abaixo. Informações e inscrições no site http://www.sesc-rs.com.br/conexaodeideias/.

Projeto Conexão de Ideias 2019 – Agosto

Antonio Nóvoa
Frederico Westphalen – 31/07
São Luiz Gonzaga – 01/08

Bráulio Bessa
Camaquã – 06/08

Fernando Fernandes
Ijuí – 07/08

Rossandro Klinjey
Alegrete – 07/08
Tramandaí – 09/08
Cruz Alta – 27/08
Novo Hamburgo – 29/08

Hortência
Cachoeirinha – 13/08

Gustavo Borges
Lajeado – 13/08
Nova Prata – 14/08