Dia 03

.

A Invenção do Nordeste

+
Grupo Carmin / RN
03 e 04/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 12 anos
Duração: 60min

Sinopse: Um diretor é contratado por uma grande produtora para realizar a missão de selecionar um ator nordestino que possa interpretar com maestria um personagem nordestino. Depois de vários testes e entrevistas, dois atores vão para a final e o diretor tem sete semanas para eixa-los prontos para o último teste. Durante as sete semanas de preparação, os atores refletem sobre sua identidade, cultura, história pessoal e descobrem que ser e viver um personagem nordestino não é tarefa simples.

Ficha Técnica
Elenco: Henrique Fontes, Mateus Cardoso e Robson Medeiros. Direção e figurino: Quitéria Kelly. Assistência de direção, dramaturgia audiovisual e desenho de luz: Pedro Fiuza. Consultoria histórica e de roteiro: Durval Muniz de Albuquerque Jr. Direção de arte e cenografia: Mathieu Duvignaud. Dramaturgia: Henrique Fontes e Pablo Capistrano. Preparação corporal: Ana Claudia Albano Viana. Preparação vocal: Gilmar Bedaque. Trilha original: Gabriel Souto/Toni Gregório.

Arena Selvagem - Ingressos esgotados

+
Grupo Cerco / RS
03 e 04/05
Local: Teatro de Arena
Horário: 20h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 80min

Sinopse: O que é ser selvagem? Neste espetáculo, o Grupo Cerco te convida a entrar em uma arena onde seres humanos encontram-se com sua animalidade. A cidade e a selva. A opressão e a liberdade. O instinto e a sobrevivência. Em meio à artificialidade que criamos para nos diferenciar entre nós e dos outros animais, nossos corpos revelam que essas mudanças são superficiais diante da força da nossa natureza.

Ficha técnica: Criação coletiva do Grupo Cerco. Livremente inspirado em textos de Carlos Carvalho, Franz Kafka, Carlos Drummond de Andrade e do grupo. Direção: Inês Marocco. Assistência de Direção: Kalisy Cabeda e Manoela Wunderlich. Dramaturgia: Celso Zanini, Elisa Heidrich e Marina Kerber. Elenco: Anildo Böes, Celso Zanini, Elisa Heidrich, Kalisy Cabeda, Manoela Wunderlich, Martina Fröhlich, Marina Kerber, Philipe Philippsen. Trilha sonora original: Celso Zanini, Martina Fröhlich, Philipe Philippsen. Iluminação: Carolina Zimmer. Operação de luz: Carolina Zimmer. Figurino: Daniel Lion. Confecção de máscaras: Diego Steffani. Cenografia: Rodrigo Shalako. Produção Executiva: Daniela Lopes / Cardápio Cultural

Colônia

+

Dir. Vinícius Arneiro / RJ
03 e 04/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 60min

Sinopse: Criado a partir de uma pesquisa sobre o teatro conferência, a peça se apresenta ao espectador por meio de delírios de um excêntrico palestrante. O discurso analisa histórica e conceitualmente a palavra “colônia”, percorrendo um vasto universo, desde a integração dos insetos à conturbada colonização brasileira, agregando uma série de conjuntos de ideias: política, sociologia, botânica e biologia. O que pode ser uma Colônia? Quais os limites de sua atuação? Duas questões decisivas para o surgimento deste espetáculo. Refletir sobre o que caracteriza uma colônia e suas forças é pensar a sua função dentro da sociedade. Ao partir dessa premissa nos deparamos com significados distintos para o termo, conceitos que se postos lado a lado apresentam contradições, geram paradoxos e aspiram conexões.

Ficha técnica: Dramaturgia: Gustavo Colombini. Direção: Vinicius Arneiro. Idealização e atuação: Renato Liveira.  Projeto de cenário, som e figurino: Renato Liveira e Vinícius Arneiro. Iluminador: João Gaspary.

Dia 04

.

A Invenção do Nordeste

+
Grupo Carmin / RN
03 e 04/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 12 anos
Duração: 60min

Sinopse: Um diretor é contratado por uma grande produtora para realizar a missão de selecionar um ator nordestino que possa interpretar com maestria um personagem nordestino. Depois de vários testes e entrevistas, dois atores vão para a final e o diretor tem sete semanas para eixa-los prontos para o último teste. Durante as sete semanas de preparação, os atores refletem sobre sua identidade, cultura, história pessoal e descobrem que ser e viver um personagem nordestino não é tarefa simples.

Ficha Técnica
Elenco: Henrique Fontes, Mateus Cardoso e Robson Medeiros. Direção e figurino: Quitéria Kelly. Assistência de direção, dramaturgia audiovisual e desenho de luz: Pedro Fiuza. Consultoria histórica e de roteiro: Durval Muniz de Albuquerque Jr. Direção de arte e cenografia: Mathieu Duvignaud. Dramaturgia: Henrique Fontes e Pablo Capistrano. Preparação corporal: Ana Claudia Albano Viana. Preparação vocal: Gilmar Bedaque. Trilha original: Gabriel Souto/Toni Gregório.

Arena Selvagem - Ingressos esgotados

+
Grupo Cerco / RS
03 e 04/05
Local: Teatro de Arena
Horário: 20h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 80min

Sinopse: O que é ser selvagem? Neste espetáculo, o Grupo Cerco te convida a entrar em uma arena onde seres humanos encontram-se com sua animalidade. A cidade e a selva. A opressão e a liberdade. O instinto e a sobrevivência. Em meio à artificialidade que criamos para nos diferenciar entre nós e dos outros animais, nossos corpos revelam que essas mudanças são superficiais diante da força da nossa natureza.

Ficha técnica: Criação coletiva do Grupo Cerco. Livremente inspirado em textos de Carlos Carvalho, Franz Kafka, Carlos Drummond de Andrade e do grupo. Direção: Inês Marocco. Assistência de Direção: Kalisy Cabeda e Manoela Wunderlich. Dramaturgia: Celso Zanini, Elisa Heidrich e Marina Kerber. Elenco: Anildo Böes, Celso Zanini, Elisa Heidrich, Kalisy Cabeda, Manoela Wunderlich, Martina Fröhlich, Marina Kerber, Philipe Philippsen. Trilha sonora original: Celso Zanini, Martina Fröhlich, Philipe Philippsen. Iluminação: Carolina Zimmer. Operação de luz: Carolina Zimmer. Figurino: Daniel Lion. Confecção de máscaras: Diego Steffani. Cenografia: Rodrigo Shalako. Produção Executiva: Daniela Lopes / Cardápio Cultural

Colônia

+

Dir. Vinícius Arneiro / RJ
03 e 04/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 60min

Sinopse: Criado a partir de uma pesquisa sobre o teatro conferência, a peça se apresenta ao espectador por meio de delírios de um excêntrico palestrante. O discurso analisa histórica e conceitualmente a palavra “colônia”, percorrendo um vasto universo, desde a integração dos insetos à conturbada colonização brasileira, agregando uma série de conjuntos de ideias: política, sociologia, botânica e biologia. O que pode ser uma Colônia? Quais os limites de sua atuação? Duas questões decisivas para o surgimento deste espetáculo. Refletir sobre o que caracteriza uma colônia e suas forças é pensar a sua função dentro da sociedade. Ao partir dessa premissa nos deparamos com significados distintos para o termo, conceitos que se postos lado a lado apresentam contradições, geram paradoxos e aspiram conexões.

Ficha técnica: Dramaturgia: Gustavo Colombini. Direção: Vinicius Arneiro. Idealização e atuação: Renato Liveira.  Projeto de cenário, som e figurino: Renato Liveira e Vinícius Arneiro. Iluminador: João Gaspary.

Subterrâneo

+

Gumboot Dança Brasil / SP
04/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 21h
Dança
Recomendação etária: livre
Duração: 45 min

Sinopse: O espetáculo traça um paralelo entre a experiência dos mineiros africanos do século XIX e a sobrevivência da população negra e periférica das grandes metrópoles brasileiras nos dias de hoje. Suburbanos explorados cotidianamente, com suas memórias sendo soterradas e suas vozes abafadas por um regime de extermínio que avança sistematicamente. Como sobreviver? Como ressignificar o cenário e resgatar a humanidade dentro de uma estrutura tão repressora e historicamente violenta? A voz que ecoa na caverna é a mesma que faz a travessia pelas ruas da cidade. As cores e a dores também são as mesmas. A motivação uma só: VIDA para ser celebrada com toda sua potência, originalidade, ancestralidade, memória e verdade. O manifesto: O corpo, a voz, o canto, dança e o coletivo forte e vivo.

Ficha técnica: Diretor e coreógrafo: Rubens Oliveira. Direção Musical: Lenna Bahule e Rubens Oliveira. Trilha Sonora Gravada: Lenna Bahule, Alysson Bruno e Rubens Oliveira. Roteiro: Naruna Costa e Rubens Oliveira. Dançarinos: Danilo Nonato, Diego Henrique, Munique Mendes, Pâmela Ammy, Rafael Oliveira, Rubens Oliveira, Samira Marana, Silvana de Jesus e Washington Gabriel. Músicos: Mauricio Oliveira, Dudu Marmo e Alencar Martins. Figurino: Danilo Maganha. Visagista: Emerson Murad. Cenário: Karen Furbino. Cenotécnicos: Alexandre Souza e Rager Luan. Pintura de Arte: Edna Nogueira. Design de Luz: Melissa Guimarães. Operação de Luz: Kelson Barros. Operação de Som: Rogerio Sierra. Assistente de produção: Washington Gabriel. Produção Geral: Kelson Barros.

Dia 05

.

Cavalo Marinho

+

Cavalo Marinho Estrela de Ouro / PE
05/05
Local: Orla do Guaíba – Praça Moacyr Scliar próximos às quadras esportivas
Horário: 14h
Rua
Recomendação etária: livre
Duração: de 120min a 300min
EM CASO DE CHUVA, O ESPETÁCULO SERÁ 17H, NA TRAVESSA DOS CATAVENTOS – CCMQ

Sinopse: Contendo música, dança e teatro o Cavalo Marinho é uma brincadeira típica de algumas cidades da Zona da Mata Norte de Pernambuco. Ao som da Rabeca, do pandeiro, da bage e do mineiro, inicia-se com trupés e pisadas e segue com as entradas e saídas das figuras que podem ser de animais ou trajando máscaras de couro, papel marchê, goma, carvão e por vezes sem o uso delas, que se revezam ao comando do Capitão com o apito, o mesmo também comanda a dança de São Gonçalo do Amarante. Durante a brincadeira surgem várias figuras que nos trazem a reflexão sobre as relações de poder, opressor e oprimido, patrão e empregado. Ao fim surge o boi assinalando o término do brinquedo onde o Capitão com o apito canta toadas de despedida.

Ficha técnica: Mestre: Biu Alexandre. Músicos: Cládio Rabeca, José Severino, José Marques, Risoaldo José. Figureiros: Agnaldo Roberto, Fábio Soares. “Mateu”: Sebastião Pereira. “Bastião”: José Mário. Galantaria: Amauri Honório, Eliane Valéria, Paulo de França, Íris Campos. Técnico de som: Cláudio Rabeca.

*Atividade ao ar livre. Em caso de chuva, o espetáculo será às 17h, na Travessa dos Cataventos – CCMQ.

Teatro dos Seres Imaginários

+

Cia Seres Imaginários / RS

05/05
Local: Travessa dos Cataventos
Horário: 15h às 17h
Teatro de formas animadas
Recomendação etária: livre
Duração: 120min (sessões de 10min cada)

Sinopse: Uma caixa de tecido suspensa a 1, 5 metro do chão com escotilhas na base para que os espectadores coloquem a cabeça e possam acompanhar tudo o que se passa ali dentro. Este é o cenário insólito e original de Teatro dos Seres Imaginários, espetáculo de manipulação de bonecos. Nele, os personagens atuam a poucos centímetros do rosto das pessoas – na altura de olhos, nariz e ouvido – e também sobrevoam o espaço cenográfico, contribuindo para proporcionar uma sensação de mergulho num universo inesperado e pulsante. O objetivo é estabelecer uma intimidade com o público de modo a transportá-lo através de um caminho sem atalhos até o mundo dos seres imaginários. A peça é livremente inspirada em O Livro dos Seres Imaginários, de Jorge Luís Borges e Margarita Guerrero.

Ficha técnica: Manipulação: Cacá Sena, Charles Kray, Elaine Regina e Silvia Regina Ferrare. Desenho e construção dos seres: Heloisa Dile, Renato Spinelli e Duda Spinelli. Iluminação: Carol Zimmer. Operação de Luz: João Fraga. Técnico: Alexandre Saraiva. Música: Sérgio Olive. Desenho Gráfico no cenário: Pedro Alice. Cenotécnica: Fake Cenografia. Fotografia: Rique Barbo. Produção Executiva: Fabiane Baumann. Roteiro e Direção de Cena: Jackson Zambelli. Criação e Direção Geral: Cacá Sena.

*Atividade ao ar livre.

Dia 07

.

Traga-me a Cabeça de Lima Barreto

+

Cia dos Comuns / RJ

07/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 60min

Sinopse: Inspirada livremente na obra de Lima Barreto (13/5/1881*1/11/1922), especialmente em Diário Íntimo e Cemitério dos vivos, é um monólogo teatral que reúne trechos de memórias impressas em suas obras, entrecruzadas com livre imaginação. O texto fictício tem início logo após a morte de Lima Barreto, quando eugenistas exigem a exumação do seu cadáver para uma autópsia a fim de esclarecer “como um cérebro inferior poderia ter produzido tantas obras literárias – romances, crônicas, contos, ensaios e outros alfarrábios – se o privilégio da arte nobre e da boa escrita é das raças superiores?”. A partir desse embate com os eugenistas, a peça mostra as várias facetas da personalidade e da genialidade de Lima Barreto, sua vida, família, a loucura, o alcoolismo, sua convivência com a pobreza, sua obra não reconhecida, racismo, suas lembranças e tristezas.

Ficha técnica: Atuação: Hilton Cobra. Dramaturgia: Luiz Marfuz. Direção: Fernanda Júlia. Cenário: Vila de Taipa. Desenho de Luz: Jorginho de Carvalho e Valmyr Ferreira. Figurino: Biza Vianna. Direção de Movimentos: Zebrinha. Direção Musical: Jarbas Bittencourt. Direção de vídeo: David Aynan. Design gráfico: Bob Siqueira e Gá. Produção executiva: Afonso Drummond. Participações especiais (voz em off): Lázaro Ramos, Frank Menezes, Harildo Deda, Hebe Alves, Rui Manthur e Stephane Bourgade.

Eventbrite - TRAGA-ME A CABEÇA DE LIMA BARRETO (07/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

A Fome

+

Cia Espaço em Branco / RS
07 e 08/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 90min

Sinopse: A Cia. Espaço em Branco apresenta seu novo espetáculo resultante da parceria entre o encenador João de Ricardo e a atriz e dramaturga Sissi Venturin. Entre revelações pouco palatáveis e a exposição de uma fome voraz pela vida, A FOME incorpora circunstâncias míticas e críticas sobre o feminino numa performance-limite entre o ritual e o cyber. É o dia derradeiro, um rito de passagem que necessita ser concluído, custe o que custar. Refletindo sobre relações amorosas e sociais atordoantes, A FOME mostra uma mulher sem nome nem espaço que se dilata guiada por uma chama primitiva e implacável. Pelos dentes irá descobrir a forma mais intensa de consumir o amor, o outro e sua sombra.

Ficha técnica: Direção: João de Ricardo. Atuação: Sissi Betina Venturin. Dramaturgia: Marcos Contreras e Sissi Betina Venturin. Trilha sonora: Daniel Roitman e grupo. Iluminação: Carina Sehn. Vídeos: Jana Castoldi. Figurinos, produção e divulgação: João de Ricardo e Sissi Betina Venturin. Fotografia: Morgana Mazzon.

Eventbrite - A FOME (07/05 - 21h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 08

.

Vestido Queimado

+

Souffé de Bodó Company / AM
08/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 15h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: livre
Duração: 45min

Sinopse: É uma narrativa fantasiosa sobre a amizade entre duas pessoas. Esse espetáculo é resultado de um projeto de pesquisa cênica que temos dentro da companhia. O Teatro de Papel é uma forma estética e prática de contar histórias que nos interessou bastante, pelo relativo ineditismo na região Norte.

Ficha técnica: Direção, iluminação, figurino e dramaturgia: Francis Madson. Coordenador de Produção: Denis Carvalho. Elenco: Eric Lima, Denis Carvalho, Klindson Cruz e Yago Reis. Direção de arte e ilustração: Eric Lima. Produção de arte: Carol Santa Ana, Denis Carvalho, Klindson Cruz, Francis Madson e Laury Gitana. Trilha sonora original: Yago Reis.

Eventbrite - VESTIDO QUEIMADO (08/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Chapeuzinho Vermelho

+

Projeto Gompa / RS
08 e 09/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 08/05 às 15h e 09/05 às 19h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: a partir dos 07 anos
Duração: 50min

Sinopse: Com linguagem híbrida, que mescla teatro, dança e música, o espetáculo dirigido por Camila Bauer é uma experiência que encanta crianças e adultos de diferentes maneiras com uma proposta de distintas camadas de percepção, dependendo do repertório de quem assiste à montagem. O texto inédito no Brasil é de Joël Pommerat, um dos mais importantes dramaturgos franceses da contemporaneidade, reconhecido por suas narrativas líricas e instigantes para públicos adultos e/ou infantis, que nesta obra traz à tona uma espécie de “iniciação ao medo”, como o autor mesmo define, em que a criança depara-se com os riscos e, ao mesmo tempo, o fascínio pelo desconhecido representado pela estrada – ou, metaforicamente, a própria passagem da vida infantil à adulta.

Ficha técnica: Texto: Joël Pommerat. Tradução: Giovana Soar. Direção: Camila Bauer. Elenco: Fabiane Severo, Guilherme Ferrêra, Henrique Gonçalves e Laura Hickmann. Direção coreográfica: Carlota Albuquerque. Composição e desenho sonoro: Álvaro RosaCosta. Preparação vocal: Luciana Kiefer. Cenografia: Élcio Rossini. Figurino: Daniel Lion. Iluminação: Thais Andrade. Maquiagem: Luana Zinn. Criação e confecção de máscara: Diego Steffani. Criação e confecção de gobos: Pedro Lunaris. Identidade visual: Jéssica Barbosa. Psicólogos colaboradores: Sahaj, Camila Noguez e Pedro Lunaris.

Eventbrite - CHAPEUZINHO VERMELHO (08/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Das Cinzas Coração - Ingressos esgotados

+

Quimera Criações Artísticas & Teatro Ateliê / RS
08/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 19h
Circo
Recomendação etária: 12 anos
Duração: 40min

Sinopse: Qual o sentido de, em pleno século XXI, num espetáculo de circo-teatro, usar a linguagem do cinema de 100 anos atrás para contar uma história de opressão feminina passada em 1920? É que estas cenas seguem reencenadas na vida real, em todo canto, todas as classes sociais e orientações religiosas ou políticas. O espetáculo brinca que é cinema mudo em preto-e-branco, com trilha ao vivo feita por um pianista como os da época. Tudo pra fazer rir com Aurora, que tenta espremer a poesia possível do seu já murcho lar, nada doce lar. Porque a gente acredita que não há nada mais transformador que o riso – 23 séculos antes do cinema, Aristóteles já dizia disso. Só que usamos de referência um filósofo mais contemporâneo: o cítrico e genial cineasta Buster Keaton.

Ficha técnica: Direção: Jéferson Rachewsky. Elenco e Dramaturgia: Jéferson Rachewsky e Valquíria Cardoso. Trilha sonora: Arthur de Faria. Concepção visual e figurinos: Valquíria Cardoso. Cenografia: Alex Limberger e Valquíria Cardoso. Adereços: Diego Steffani e Valquíria Cardoso. Criação de luz: Osvaldo Perrenoud. Operação de luz: Daniel Fetter. Operação de vídeo: Alex Limberger.

A Fome

+

Cia Espaço em Branco / RS
07 e 08/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 90min

Sinopse: A Cia. Espaço em Branco apresenta seu novo espetáculo resultante da parceria entre o encenador João de Ricardo e a atriz e dramaturga Sissi Venturin. Entre revelações pouco palatáveis e a exposição de uma fome voraz pela vida, A FOME incorpora circunstâncias míticas e críticas sobre o feminino numa performance-limite entre o ritual e o cyber. É o dia derradeiro, um rito de passagem que necessita ser concluído, custe o que custar. Refletindo sobre relações amorosas e sociais atordoantes, A FOME mostra uma mulher sem nome nem espaço que se dilata guiada por uma chama primitiva e implacável. Pelos dentes irá descobrir a forma mais intensa de consumir o amor, o outro e sua sombra.

Ficha técnica: Direção: João de Ricardo. Atuação: Sissi Betina Venturin. Dramaturgia: Marcos Contreras e Sissi Betina Venturin. Trilha sonora: Daniel Roitman e grupo. Iluminação: Carina Sehn. Vídeos: Jana Castoldi. Figurinos, produção e divulgação: João de Ricardo e Sissi Betina Venturin. Fotografia: Morgana Mazzon.

Eventbrite - A FOME (08/05 - 21h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 09

.

Contos Partidos de Amor

+

Dir Duda Maia / RJ

09 e 10/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 15h
Musical infanto juvenil
Recomendação etária: livre
Duração: 60min

Sinopse: O espetáculo conta a história de quatro pessoinhas amorosas e ciumentas, revelam ao público suas verdades sobre as relações humanas, através de diálogos bem-humorados, dança e música. Uma peça infanto-juvenil que apresenta canções e contos originais livremente inspirados na obra de Machado de Assis.

Ficha técnica: Texto: Eduardo Rios. Direção e roteiro: Duda Maia. Intérpretes-criadores: Diego de Abreu, Isadora Medella, Luciana Balby e Tiago Herz. Trilha sonora original: Ricco Vianna. Figurino: Kika Lopes. Cenário: Diogo Monteiro. Iluminação: Renato Machado. Direção de produção: Bruno Mariozz. Produção: Palavra Z Produções Culturais.

Eventbrite - CONTOS PARTIDOS DE AMOR (09/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Chapeuzinho Vermelho

+

Projeto Gompa / RS
08 e 09/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 08/05 às 15h e 09/05 às 19h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: a partir dos 07 anos
Duração: 50min

Sinopse: Com linguagem híbrida, que mescla teatro, dança e música, o espetáculo dirigido por Camila Bauer é uma experiência que encanta crianças e adultos de diferentes maneiras com uma proposta de distintas camadas de percepção, dependendo do repertório de quem assiste à montagem. O texto inédito no Brasil é de Joël Pommerat, um dos mais importantes dramaturgos franceses da contemporaneidade, reconhecido por suas narrativas líricas e instigantes para públicos adultos e/ou infantis, que nesta obra traz à tona uma espécie de “iniciação ao medo”, como o autor mesmo define, em que a criança depara-se com os riscos e, ao mesmo tempo, o fascínio pelo desconhecido representado pela estrada – ou, metaforicamente, a própria passagem da vida infantil à adulta.

Ficha técnica: Texto: Joël Pommerat. Tradução: Giovana Soar. Direção: Camila Bauer. Elenco: Fabiane Severo, Guilherme Ferrêra, Henrique Gonçalves e Laura Hickmann. Direção coreográfica: Carlota Albuquerque. Composição e desenho sonoro: Álvaro RosaCosta. Preparação vocal: Luciana Kiefer. Cenografia: Élcio Rossini. Figurino: Daniel Lion. Iluminação: Thais Andrade. Maquiagem: Luana Zinn. Criação e confecção de máscara: Diego Steffani. Criação e confecção de gobos: Pedro Lunaris. Identidade visual: Jéssica Barbosa. Psicólogos colaboradores: Sahaj, Camila Noguez e Pedro Lunaris.

Eventbrite - CHAPEUZINHO VERMELHO (09/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Se eu fosse Iracema

+

1Comum Coletivo / RJ

09/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 60min

Sinopse: O espetáculo propõe um olhar sobre o universo indígena brasileiro, transitando entre a tradição e a sua situação atual. O espetáculo usa referências que vão de mitos e rituais de várias etnias originárias do país a aspectos como a demarcação de terras e outros direitos fundamentais, muitas vezes negligenciados. O monólogo, primeira pesquisa de linguagem do 1COMUM Coletivo, com atuação de Adassa Martins, dramaturgia de Fernando Marques e direção de Fernando Nicolau, questiona-se: qual a real possibilidade de convivência entre as diferenças?

Ficha técnica: Intérprete: Adassa Martins. Dramaturgia: Fernando Marques. Direção, iluminação e cenografia: Fernando Nicolau. Figurino e caracterização: Luiza Fardin. Trilha sonora original e desenho de som: João Schmid. Preparação vocal: Ilessi. Escultura do busto: Bruno Dante. Operação de som: Fernando Nicolau. Operação de luz: Kadu Moura. Produção executiva: Clarissa Menezes. Idealização: Fernando Nicolau e Fernando Marques.

Eventbrite - SE EU FOSSE IRACEMA (09/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

R.A.L.E. (Realidade Apropriada Libera Evidência)

+

Direção Jessé Batista / AL
09/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 21h
Dança
Recomendação etária: 10 anos
Duração: 35min

Sinopse: O espetáculo é um corpo preado por um sentido político que desfavorece um terço da imensa população brasileira, não é a questão de permanecer e pertencer aquele lugar e sim de ser tratado como apenas um mero corpo. Um corpo construído como um dispêndio de energia muscular, em meio a ruas, avenidas, becos, vielas, subidas, decidas, em uma cidade desigual, a qual um dos maiores desafios é se sustentar perante o seu próprio corpo.

Ficha técnica: Criação, pesquisa, figurino e dança: Jessé Batista. Assistência de direção e iluminação: Sara Lessa. Colaboração artística: Valéria Nunes(AL), Marcos Mattos(MS).

Eventbrite - R.A.L.E. – REALIDADE APROPRIADA LIBERA EVIDÊNCIA (09/05 - 21h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 10

.

Nesse Mundo Maluco

+

Grupo Mú / RS
10/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 10 e 15h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: livre
Duração: 50 min

Sinopse: Nesse Mundo Maluco é um espetáculo poético e divertido com canções autorais que retratam a infância na sociedade moderna. A conexão afetiva e educativa entre pais e filhos; a relação da criança com ela, com os outros e o ambiente; sentimentos como o medo, coragem, tristeza, amor e alegria são alguns dos temas presentes. Com uma musicalidade diversificada, coreografias, encenações teatrais, brincadeiras e expressões da cultura popular brasileira, o espetáculo propõe uma experiência sonora-visual-interativa cheia de surpresas, cativando e envolvendo, tanto as crianças como os adultos. Com as crianças o espetáculo busca instigar os sentidos e a imaginação e, com os adultos, acessarem a sua criança interior e refletirem suas relações com as pessoas da idade infantil. As músicas são resultado de muita pesquisa e observação do cotidiano, segundo o compositor Rodrigo Apolinário. Como referências, ele cita as obras “A psicanálise dos contos de fada”, de Bruno Bettelheim; “O Tao da Música”, de Carlos D. Fregtman, e “O homem e seus símbolos”, de Carl Jung.

Ficha técnica: Músicos: Marie Jafy, Rodrigo Apolinário, Isaias Luz, Yvan Etienne. Direção artística, figurinos, arranjos vocais e instrumentos: Grupo MÙ. Composições musicais: Rodrigo Apolinário. Iluminação: Carol Zimmer. Orientação cênica: Rudinei Morales. Orientação coreográfica: Juliana Coutinho. Produção executiva: Raiar Produções

Eventbrite - NESSE MUNDO MALUCO (10/05 - 10h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Contos Partidos de Amor

+

Dir Duda Maia / RJ

09 e 10/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 15h
Musical infanto juvenil
Recomendação etária: livre
Duração: 60min

Sinopse: O espetáculo conta a história de quatro pessoinhas amorosas e ciumentas, revelam ao público suas verdades sobre as relações humanas, através de diálogos bem-humorados, dança e música. Uma peça infanto-juvenil que apresenta canções e contos originais livremente inspirados na obra de Machado de Assis.

Ficha técnica: Texto: Eduardo Rios. Direção e roteiro: Duda Maia. Intérpretes-criadores: Diego de Abreu, Isadora Medella, Luciana Balby e Tiago Herz. Trilha sonora original: Ricco Vianna. Figurino: Kika Lopes. Cenário: Diogo Monteiro. Iluminação: Renato Machado. Direção de produção: Bruno Mariozz. Produção: Palavra Z Produções Culturais.

Eventbrite - CONTOS PARTIDOS DE AMOR (10/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Nesse Mundo Maluco

+

GRUPO MÚ / RS
10/05
LOCAL: TEATRO RENASCENÇA
HORÁRIO: 10 E 15H
TEATRO PARA A INFÂNCIA E JUVENTUDE
RECOMENDAÇÃO ETÁRIA: LIVRE
DURAÇÃO: 50 MIN

Sinopse: Nesse Mundo Maluco é um espetáculo poético e divertido com canções autorais que retratam a infância na sociedade moderna. A conexão afetiva e educativa entre pais e filhos; a relação da criança com ela, com os outros e o ambiente; sentimentos como o medo, coragem, tristeza, amor e alegria são alguns dos temas presentes. Com uma musicalidade diversificada, coreografias, encenações teatrais, brincadeiras e expressões da cultura popular brasileira, o espetáculo propõe uma experiência sonora-visual-interativa cheia de surpresas, cativando e envolvendo, tanto as crianças como os adultos. Com as crianças o espetáculo busca instigar os sentidos e a imaginação e, com os adultos, acessarem a sua criança interior e refletirem suas relações com as pessoas da idade infantil. As músicas são resultado de muita pesquisa e observação do cotidiano, segundo o compositor Rodrigo Apolinário. Como referências, ele cita as obras “A psicanálise dos contos de fada”, de Bruno Bettelheim; “O Tao da Música”, de Carlos D. Fregtman, e “O homem e seus símbolos”, de Carl Jung.

Ficha técnica: Músicos: Marie Jafy, Rodrigo Apolinário, Isaias Luz, Yvan Etienne. Direção artística, figurinos, arranjos vocais e instrumentos: Grupo MÙ. Composições musicais: Rodrigo Apolinário. Iluminação: Carol Zimmer. Orientação cênica: Rudinei Morales. Orientação coreográfica: Juliana Coutinho. Produção executiva: Raiar Produções

Eventbrite - NESSE MUNDO MALUCO (10/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Homem de Lugar Nenhum

+

CONEXÕES

Teatrofídico / RS
10, 11, 17, 18, 24 e 25/05
Local: Instituto Ling
Horário: sextas-feiras às 20h e sábados às 18h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 75 min 

Sinopse: A ideia de que política e amor são inconciliáveis é o ponto de partida para o espetáculo onde os atores Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão se encontram para discutir temas universais que estes assuntos propõem. O texto será uma colagem de autores clássicos e contemporâneos sem uma linha dramática definida e sem personagens. Millôr Fernandes, Eduardo Galeano, Júlio Cortázar, Samuel Beckett, Mário Vargas Llosa, Gabriel Garcia Marques entre outros, darão voz política aos encontros e desencontros, às formas e construções estéticas. Já Shakespeare, Pablo Neruda, Fernando Pessoa, Arthur Rambaud, Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade falarão de amor neste encontro nonsense.

Ficha técnica: Autores: Diversos. Atuação/Roteiro: Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão. Direção/Roteiro/Iluminação: Eduardo Kraemer. Cenografia/Adereços: Alexandre Navarro Moreira. Figurinos: Antônio Rabadan. Trilha Sonora: a direção, com intervenções da contra-regragem. Vídeos/Projeções: Daniel Jainequine. Produção: Jeffie Lopes. Realização: Casa de Teatro de Porto Alegre e Cia Teatrofídico.

 

Esta programação tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Secretaria Especial da Cultura, Governo Federal.

 

Ingressos: R$40,00 (50% para estudantes, pessoas com deficiência e com mais de 60 anos

Pontos de venda:

Online: https://institutoling.org.br

No local: Instituto Ling (Rua João Caetano, 440. De segunda a sexta-feira das 10h30min às 22h; sábados, das 10h30min às 20h.

Contato: 51 3533 5700 / instituto.ling@institutoling.org.br

Elza - Ingressos esgotados

+

Direção Duda Maia / RJ

10 e 11/05
Local: Theatro São Pedro
Horário: 10/05 às 21h – 11/05 às 17h e 21h
Musical
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 140min

Sinopse: O musical Elza já recebeu 38 indicações a prêmios, conquistando o Prêmio Reverência nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Autor e Melhor Arranjo; Prêmio APCA de Melhor dramaturgia; Prêmio Cesgranrio de melhor Direção e melhor elenco. Larissa Luz, convidada para a montagem, e outras seis atrizes selecionadas após uma bateria de testes (Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacorte e Verônica Bonfim) dividem a missão de evocar a intérprete, através do texto de Vinícius Calderoni e da direção de Duda Maia. Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet assinam a direção musical e o maestro Letieres Leite foi o responsável pelos novos arranjos para clássicos do repertório de Elza Soares. Ainda que muitos dos conhecidos episódios da vida da homenageada estejam no palco, a estrutura de ‘Elza’ foge do formato convencional das biografias musicais. Músicas recentes (‘A Mulher do Fim do Mundo’, ‘A Carne’, ‘Maria da Vila Matilde’) se embaralham aos sucessos das mais de seis décadas de carreira da cantora, como ‘Se Acaso Você Chegasse’, ‘Lama’, ‘Malandro’, ‘Lata D’Água’ e ‘Cadeira Vazia’.

Ficha técnica: Elenco: Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacôrte, Verônica Bonfim e a Atriz Convidada: Larissa Luz. Direção: Duda Maia. Texto: Vinícius Calderoni. Direção Musical: Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet. Arranjos: Letieres Leite. Idealização e Direção de Produção: Andréa Alves. Cenário: André Cortez. Figurinos: Kika Lopes e Rocio Moure. Iluminação: Renato Machado. Design de Som: Gabriel ’Angelo.  Coordenação de Produção: Leila Maria Moreno. Producão Excutiva: Rafael Lydio. 

Dia 11

.

Homem de Lugar Nenhum

+

CONEXÕES

Teatrofídico / RS
10, 11, 17, 18, 24 e 25/05
Local: Instituto Ling
Horário: sextas-feiras às 20h e sábados às 18h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 75 min 

Sinopse: A ideia de que política e amor são inconciliáveis é o ponto de partida para o espetáculo onde os atores Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão se encontram para discutir temas universais que estes assuntos propõem. O texto será uma colagem de autores clássicos e contemporâneos sem uma linha dramática definida e sem personagens. Millôr Fernandes, Eduardo Galeano, Júlio Cortázar, Samuel Beckett, Mário Vargas Llosa, Gabriel Garcia Marques entre outros, darão voz política aos encontros e desencontros, às formas e construções estéticas. Já Shakespeare, Pablo Neruda, Fernando Pessoa, Arthur Rambaud, Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade falarão de amor neste encontro nonsense.

Ficha técnica: Autores: Diversos. Atuação/Roteiro: Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão. Direção/Roteiro/Iluminação: Eduardo Kraemer. Cenografia/Adereços: Alexandre Navarro Moreira. Figurinos: Antônio Rabadan. Trilha Sonora: a direção, com intervenções da contra-regragem. Vídeos/Projeções: Daniel Jainequine. Produção: Jeffie Lopes. Realização: Casa de Teatro de Porto Alegre e Cia Teatrofídico.

 

Esta programação tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Secretaria Especial da Cultura, Governo Federal.

 

Ingressos: R$40,00 (50% para estudantes, pessoas com deficiência e com mais de 60 anos

Pontos de venda:

Online: https://institutoling.org.br

No local: Instituto Ling (Rua João Caetano, 440. De segunda a sexta-feira das 10h30min às 22h; sábados, das 10h30min às 20h.

Contato: 51 3533 5700 / instituto.ling@institutoling.org.br

Elza - Ingressos esgotados

+

Direção Duda Maia / RJ

10 e 11/05
Local: Theatro São Pedro
Horário: 10/05 às 21h – 11/05 às 17h e 21h
Musical
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 140min

Sinopse: O musical Elza já recebeu 38 indicações a prêmios, conquistando o Prêmio Reverência nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Autor e Melhor Arranjo; Prêmio APCA de Melhor dramaturgia; Prêmio Cesgranrio de melhor Direção e melhor elenco. Larissa Luz, convidada para a montagem, e outras seis atrizes selecionadas após uma bateria de testes (Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacorte e Verônica Bonfim) dividem a missão de evocar a intérprete, através do texto de Vinícius Calderoni e da direção de Duda Maia. Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet assinam a direção musical e o maestro Letieres Leite foi o responsável pelos novos arranjos para clássicos do repertório de Elza Soares. Ainda que muitos dos conhecidos episódios da vida da homenageada estejam no palco, a estrutura de ‘Elza’ foge do formato convencional das biografias musicais. Músicas recentes (‘A Mulher do Fim do Mundo’, ‘A Carne’, ‘Maria da Vila Matilde’) se embaralham aos sucessos das mais de seis décadas de carreira da cantora, como ‘Se Acaso Você Chegasse’, ‘Lama’, ‘Malandro’, ‘Lata D’Água’ e ‘Cadeira Vazia’.

Ficha técnica: Elenco: Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacôrte, Verônica Bonfim e a Atriz Convidada: Larissa Luz. Direção: Duda Maia. Texto: Vinícius Calderoni. Direção Musical: Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet. Arranjos: Letieres Leite. Idealização e Direção de Produção: Andréa Alves. Cenário: André Cortez. Figurinos: Kika Lopes e Rocio Moure. Iluminação: Renato Machado. Design de Som: Gabriel ’Angelo.  Coordenação de Produção: Leila Maria Moreno. Producão Excutiva: Rafael Lydio.

Hotel Mariana

+

Cia da Palavra / SP

11 e 12/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 70 min

Sinopse: Eram quase três e meia da tarde de 5 de novembro de 2015, um dia quente, como de costume no vale do Rio Doce, quando a barragem de rejeitos de minérios de Fundão, em Mariana-MG, com cerca de 55 bilhões de litros de lama espessa, rompeu-se sobre os distritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo. Depoimentos perturbadores e surpreendentes são colocados no palco e evidenciam a simplicidade de pessoas que perderam tudo ou quase tudo o que tinham. Da criança do grupo escolar ao velho da folia de reis, do ativista de direitos humanos à aposentada que escreve poemas, somos convidados a escutar os sobreviventes que, com suas histórias, traçam um panorama político, histórico e cultural do nosso país.

Ficha técnica: Elenco: Anna Toledo, Bruno Feldman, Clarissa Drebtchinsky, Fani Feldman, Isabel Setti, Letícia Rocha, Marcelo Zorzeto, Munir Pedrosa, Rita Batata, Rodrigo Caetano. Idealização e pesquisa: Munir Pedrosa.   Dramaturgia: Munir Pedrosa e Herbert Bianchi. Direção: Herbert Bianchi. Assistente de direção: Letícia Rocha. Designer de luz: Rodrigo Caetano. Operador de Luz: Ricardo Bretones. Cenário: Marcelo Maffei e Herbert Bianchi. Figurinos: Bia Piaretti e Carol Reissman. Direção de produção: Munir Pedrosa.

Eventbrite - HOTEL MARIANA (11/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

WhatsApp Para Shakespeare

+

Canoas Coletivo de Dança / RS

11 e 12/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 21h
Dança
Recomendação etária: 12 anos
Duração: 50min

Sinopse: WhatsApp para Shakespeare, inspirada no universo do dramaturgo William Shakespeare, parte do desejo de encenar “Sonho de uma noite de verão” mas torna-se uma tentativa frustrada pelas breves interrupções e interferências de outros textos do autor (breves diálogos que transitam entre os temas amor e poder). A montagem questiona, com certa ironia, as relações do mundo “hiperconectado”, as comunicações interrompidas e o entrelaçamento de assuntos, tantas vezes incompreensíveis como as mensagens do WhatsApp. Na montagem se expressam e harmonizam o real e o fantástico.

Ficha técnica: Concepção e Direção: Carlota Albuquerque. Intérpretes criadores: Carini Pereira, Caroline Fossá, Danielle Costa, Leslie Taubê, Leonardo Patro,  Roberto Mendes, Tiago Ruffoni e Tom Peres. Artista colaboradora: Joana Wiladino. Produção: Cristina Colares Pereira. Figurino: Fabrízio Rodrigues. Iluminação: Guto Greca. Desenho de Som: Álvaro Costa. Vídeomaker: Ricardo Vivian.

Eventbrite - WHATSAPP PARA SHAKEASPEARE (11/05 - 21h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Elza - Ingressos esgotados

+

DIREÇÃO DUDA MAIA / RJ

10 E 11/05
LOCAL: THEATRO SÃO PEDRO
HORÁRIO: 10/05 ÀS 21H – 11/05 ÀS 17H E 21H
MUSICAL
RECOMENDAÇÃO ETÁRIA: 14 ANOS
DURAÇÃO: 140MIN

Sinopse: O musical Elza já recebeu 38 indicações a prêmios, conquistando o Prêmio Reverência nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Autor e Melhor Arranjo; Prêmio APCA de Melhor dramaturgia; Prêmio Cesgranrio de melhor Direção e melhor elenco. Larissa Luz, convidada para a montagem, e outras seis atrizes selecionadas após uma bateria de testes (Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacorte e Verônica Bonfim) dividem a missão de evocar a intérprete, através do texto de Vinícius Calderoni e da direção de Duda Maia. Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet assinam a direção musical e o maestro Letieres Leite foi o responsável pelos novos arranjos para clássicos do repertório de Elza Soares. Ainda que muitos dos conhecidos episódios da vida da homenageada estejam no palco, a estrutura de ‘Elza’ foge do formato convencional das biografias musicais. Músicas recentes (‘A Mulher do Fim do Mundo’, ‘A Carne’, ‘Maria da Vila Matilde’) se embaralham aos sucessos das mais de seis décadas de carreira da cantora, como ‘Se Acaso Você Chegasse’, ‘Lama’, ‘Malandro’, ‘Lata D’Água’ e ‘Cadeira Vazia’.

Ficha técnica: Elenco: Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacôrte, Verônica Bonfim e a Atriz Convidada: Larissa Luz. Direção: Duda Maia. Texto: Vinícius Calderoni. Direção Musical: Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet. Arranjos: Letieres Leite. Idealização e Direção de Produção: Andréa Alves. Cenário: André Cortez. Figurinos: Kika Lopes e Rocio Moure. Iluminação: Renato Machado. Design de Som: Gabriel ’Angelo.  Coordenação de Produção: Leila Maria Moreno. Producão Excutiva: Rafael Lydio. 

Clownbaré

+

ENCONTROS DA CENA

Cabaré das Racha / DF
11/05
Local: Saguão do Centro Municipal de Cultura
Horário: 22h
Atividade de mediação
Recomendação etária: 16 anos

Sinopse: Resultado de uma ação multiplicadora de saberes em circo-teatro, que se dá a partir do encontro e das partilhas entre mulheres palhaças e suas criações. Palhaças, artistas de circo, da poesia, das culturas populares e de rua das cidades são convidadas a um encontro com o trio de palhaças do Cabaré das Rachas- DF para esta empreitada político-afetiva do humor e da palhaçaria de mulher.

Ficha técnica: Direção artístico-pedagógica – Ana Flavia Garcia

Assistência de Direção – Elisa Carneiro

Registro – Ana Luiza Bellacosta

Provocadoras em palhaçaria – Ana Flavia Garcia, Ana Luiza Bellacosta e Elisa Carneiro

Coordenação de Produção – Juliana Cury

Dia 12

.

Aquelas – Uma Dieta para caber no Mundo

+

Manada Teatro / CE

12/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 50min

Sinopse: O espetáculo remonta a história de Maria de Bil, santa popular da cidade de Várzea Alegre/CE, assassinada em 1926 pelo seu “companheiro”, transformada em mártir, e até hoje é ícone de devoção do povo da região. No espetáculo, que mistura a história da santa com pessoalidades das intérpretes, o público é convidado a participar do preparo de um indigesto jantar envolvendo facas, carne, sangue e outros elementos, oferecidos à mesa com os corpos das próprias atrizes/performers. Uma encenação delicada e cruel que apresenta, através de quadros performativos, um caleidoscópio das diversas formas de violência de uma sociedade machista.

Ficha técnica: Intérpretes: Juliana Veras e Monique Cardoso. Direção: Murillo Ramos. Textos: Juliana Veras, Monique Cardoso, Murillo Ramos, Rafael Barbosa e Ricardo Guilherme. Colaborador-Provocador: Ricardo Guilherme. Direção Musical: Juliana Veras. Músicas: Juliana Veras, Jonathan Silva, Monique Cardoso, Murillo Ramos e Rafael Barbosa. Cenário: Klebson Alberto e Lara Leon. Iluminação: Wallace Rios. Operação de Luz: Luís Albuquerque e Wallace Rios. Edição de Vídeo: Igor Cândido.

Eventbrite - AQUELAS - UMA DIETA PARA CABER NO MUNDO (12/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Hotel Mariana - Ingressos esgotados

+

Cia da Palavra / SP

11 e 12/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 70 min

Sinopse: Eram quase três e meia da tarde de 5 de novembro de 2015, um dia quente, como de costume no vale do Rio Doce, quando a barragem de rejeitos de minérios de Fundão, em Mariana-MG, com cerca de 55 bilhões de litros de lama espessa, rompeu-se sobre os distritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo. Depoimentos perturbadores e surpreendentes são colocados no palco e evidenciam a simplicidade de pessoas que perderam tudo ou quase tudo o que tinham. Da criança do grupo escolar ao velho da folia de reis, do ativista de direitos humanos à aposentada que escreve poemas, somos convidados a escutar os sobreviventes que, com suas histórias, traçam um panorama político, histórico e cultural do nosso país.

Ficha técnica: Elenco: Anna Toledo, Bruno Feldman, Clarissa Drebtchinsky, Fani Feldman, Isabel Setti, Letícia Rocha, Marcelo Zorzeto, Munir Pedrosa, Rita Batata, Rodrigo Caetano. Idealização e pesquisa: Munir Pedrosa.   Dramaturgia: Munir Pedrosa e Herbert Bianchi. Direção: Herbert Bianchi. Assistente de direção: Letícia Rocha. Designer de luz: Rodrigo Caetano. Operador de Luz: Ricardo Bretones. Cenário: Marcelo Maffei e Herbert Bianchi. Figurinos: Bia Piaretti e Carol Reissman. Direção de produção: Munir Pedrosa.

WhatsApp Para Shakespeare

+

Canoas Coletivo de Dança / RS

11 e 12/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 21h
Dança
Recomendação etária: 12 anos
Duração: 50min

Sinopse: WhatsApp para Shakespeare, inspirada no universo do dramaturgo William Shakespeare, parte do desejo de encenar “Sonho de uma noite de verão” mas torna-se uma tentativa frustrada pelas breves interrupções e interferências de outros textos do autor (breves diálogos que transitam entre os temas amor e poder). A montagem questiona, com certa ironia, as relações do mundo “hiperconectado”, as comunicações interrompidas e o entrelaçamento de assuntos, tantas vezes incompreensíveis como as mensagens do WhatsApp. Na montagem se expressam e harmonizam o real e o fantástico.

Ficha técnica: Concepção e Direção: Carlota Albuquerque. Intérpretes criadores: Carini Pereira, Caroline Fossá, Danielle Costa, Leslie Taubê, Leonardo Patro,  Roberto Mendes, Tiago Ruffoni e Tom Peres. Artista colaboradora: Joana Wiladino. Produção: Cristina Colares Pereira. Figurino: Fabrízio Rodrigues. Iluminação: Guto Greca. Desenho de Som: Álvaro Costa. Vídeomaker: Ricardo Vivian.

Eventbrite - WHATSAPP PARA SHAKEASPEARE (12/05 - 21h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 13

.

No te pongas flamenca ou por que ainda temos que brigar?

+

CONEXÕES

(MOSTRA CENA EM PESQUISA)
13/05
Local: Sala Qorpo Santo
Horário: 20h
Duração: 45 minutos
Indicação etária: 12 anos
Atividade gratuita, com retirada de senhas 1h antes dos espetáculos.

Sinopse: No te pongas flamenca! (“Não fique brava!”)  se propõe como um espetáculo teatral feminista, através da articulação entre corporeidade e ritmos da dança flamenca com narrativas autobiográficas. Em tempos obscuros onde a necessidade de articular narrativas não hegemônicas se evidencia, a atriz remonta suas histórias e as de sua avó, tias, mãe e filha – corpos de mulheres fortes, mas ainda assediados, clandestinos, vulneráveis e silenciados. Sob a perspectiva de uma pesquisa guiada pela prática artística, o corpo exposto na cena, em diálogo com discursos críticos descolonias, em uma investigação vinculada à pesquisa Práticas de encontro: o político na cena contemporânea.

Ficha técnica: Concepção e atuação: Juliana Kersting. Direção de cena: Larissa Sanguiné. Orientação: Patricia Fagundes. Iluminação: Iassanã Martins. Operação de som: Victória Sanguiné.

Sobre a MOSTRA CENA EM PESQUISA: Reunindo criações cênicas desenvolvidas em pesquisas de Mestrado e Doutorado no Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas da UFRGS, a mostra aposta no intercâmbio entre universidade e comunidade e afirma o transito entre investigação e criação artística. Inquietos e atentos, seguimos trabalhando, pesquisando e criando em artes cênicas, imaginando outras possibilidades de presente e futuros, no encontro entre arte e universidade pública.

 

Dia 14

.

Alice – Além da Toca do Coelho

+

Soul Produções / RS

14 e 15/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 15h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: 0 a 13 anos
Duração: 50min

Sinopse: Qual a única semelhança entre todos os seres do universo? Certo dia, Alice persegue um coelho branco de colete e relógio, caindo em um buraco que a leva para um lugar onde nem tudo é o que parece ser. E, ao se deparar com seres distintos daqueles que habitam o universo de onde veio, Alice encontra-se com diferentes versões de si mesma, questionando a realidade a partir das reflexões e aprendizagens presentes em sua jornada. Alice: além da toca do coelho é um espetáculo baseado na obra clássica de Lewis Carroll que fala sobre amizade, curiosidade, empatia e os laços que nos unem apesar de nossas diferenças.

Ficha técnica: Direção: Sue Gotardo. Elenco: Danuta Zaghetto, Fabiana Santos, Luiz Manoel, Thiago Silva. Cenografia: Alex Limberger. Cenotécnica: Alex Limberger e Daniel Fetter. Figurino: Daniel Lion. Acessórios: Diego Steffani. Iluminação: Virgínia Cigolini. Trilha Sonora: Cau Netto. Preparação Corporal: Béthany Martínez. Coreografias: Béthany Martínez e grupo. Produção: Sue Gotardo.

Eventbrite - ALICE - ALÉM DA TOCA DO COELHO (14/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Chocobrothers

+

Chocobrothers / SP
14/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 19h
Circo
Recomendação etária: livre
Duração: 50min

Sinopse: Um espetáculo divertido que agrada a todo o tipo de público. Repleto de ritmo, brilho e glamour, combina diferentes técnicas circenses como barra fixa, malabarismos e equilíbrio, com grandes doses de humor. O cenário autoportante funciona também como base para os números acrobáticos. O roteiro bem humorado coloca os personagens Jeniffer, James e Brian em situações embaraçosas e muito engraçadas, onde as virtuoses se destacam em meio às cascatas e confusões. E ainda conta com uma trilha sonora muito especial composta por músicas dos anos 70.

Ficha técnica: Concepção e roteiro: Guga Carvalho, Silvia Compte e Montanha Carvalho. Elenco: Guga Carvalho, Montanha Carvalho e Natalia Presser. Stand in: Sílvia Compte. Supervisão Cênica: Cláudio Carneiro. Coreografias: Marcio Pial. Cenários: Marcelo Larrea. Figurinos: Lu Bueno. Trilha Sonora: André Caccia Bava. Contrarregra: Yuri Fabiano.

Eventbrite - CHOCOBROTHERS (14/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Fábrica de Calcinha

+

Coletivo de Criação / RS
14 e 15/05
Local: Sala Carlos Carvalho
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 18 anos
Duração: 45min

Sinopse: Fábrica de Calcinha parte de escutas da paisagem sonora e pulsante do centro da cidade de Porto Alegre. Ouvidos que se colocam entre público e privado, entre corpo, som e luz, matérias primas da cena. Quem caminha pelos grandes centros urbanos, segue acompanhado pela presença sonora de vendedores ambulantes e seus cantos de sobrevivência. Em Porto Alegre, a presença da voz feminina gritando: “Fábrica de Calcinha! Fábrica de Calcinha é no quinto andar! Calcinha a R$1,50 !” é um signo desta paisagem sonora rica em afetividade e força. Dentre as camadas da realidade urbana que o trabalho revela está a expressão da mulher no Brasil contemporâneo, perfurando estereótipos, exaltando seu lugar de fala e resistência a tantas formas de violência.

Ficha técnica: Direção Geral: Marina Mendo. Criação Sonora: Ricardo Pavão. Criação de Luz: Marta Felizardo. Ativadores da Cena (ao vivo): Marina Mendo, Marta Felizardo, Ricardo Pavão. Performances vocais (em off): Bethânia Panisson Ávila, Dedy Ricardo, Lígia Lasevicius Perissé, Ricardo Pavão, Rossendo Rodrigues, Tereza Mendo Rodrigues. Fragmentos Textuais: Hilda Hilst (A obscena senhora D.), Matéi Visniec (A Louca Tranquila), Marina Mendo e Ricardo Pavão. Participação na cuíca: Mateus Ávila. Figurino: Marina Anderle Giongo. Provocações cênicas e orientação de meditação: André Rosa. Técnico de Som: Beto Chedid. Produção: Liége Biasotto – Cuco Produções.

Eventbrite - FÁBRICA DE CALCINHA (14/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Censuradas

+

CONEXÕES

(MOSTRA CENA EM PESQUISA)
14/05
Local: Sala Qorpo Santo
Horário: 20h
Indicação etária: 14 anos
Duração: 70min

Sinopse: Lady Cherlet, uma transexual dona de um teatro, é assassinada no dia da estréia de uma de suas comédias. O palco passa a ser o território onde o público acompanha a trajetória da alma de Cherlet e sua relação dom Deus, em uma encenação que vincula vaudeville e referências queer; filosofia e teatro numa relação com a diversidade das linguagens produzidas a partir de outras narrativas de gênero e sexualidade, “desviadas” dos padrões normativos.

Ficha técnica: Texto e direção: Pedro Delgado. Elenco: Carlos Paixão, Chico Cordeiro, Henri Iunes e Pedro Delgado. Assistentes de direção: Nilton Filho e Hyro Mattos. Trilha sonora: Chico Cordeiro. Figurinos e cenografia: Pedro Delgado e Eloá Lacerda. Criação e operação de luz: Leandro Gass.

Sobre a MOSTRA CENA EM PESQUISA: Reunindo criações cênicas desenvolvidas em pesquisas de Mestrado e Doutorado no Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas da UFRGS, a mostra aposta no intercâmbio entre universidade e comunidade e afirma o transito entre investigação e criação artística. Inquietos e atentos, seguimos trabalhando, pesquisando e criando em artes cênicas, imaginando outras possibilidades de presente e futuros, no encontro entre arte e universidade pública.

Dia 15

.

Alice – Além da Toca do Coelho

+

Soul Produções / RS

14 e 15/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 15h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: 0 a 13 anos
Duração: 50min

Sinopse: Qual a única semelhança entre todos os seres do universo? Certo dia, Alice persegue um coelho branco de colete e relógio, caindo em um buraco que a leva para um lugar onde nem tudo é o que parece ser. E, ao se deparar com seres distintos daqueles que habitam o universo de onde veio, Alice encontra-se com diferentes versões de si mesma, questionando a realidade a partir das reflexões e aprendizagens presentes em sua jornada. Alice: além da toca do coelho é um espetáculo baseado na obra clássica de Lewis Carroll que fala sobre amizade, curiosidade, empatia e os laços que nos unem apesar de nossas diferenças.

Ficha técnica: Direção: Sue Gotardo. Elenco: Danuta Zaghetto, Fabiana Santos, Luiz Manoel, Thiago Silva. Cenografia: Alex Limberger. Cenotécnica: Alex Limberger e Daniel Fetter. Figurino: Daniel Lion. Acessórios: Diego Steffani. Iluminação: Virgínia Cigolini. Trilha Sonora: Cau Netto. Preparação Corporal: Béthany Martínez. Coreografias: Béthany Martínez e grupo. Produção: Sue Gotardo.

Eventbrite - ALICE - ALÉM DA TOCA DO COELHO (15/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Fábrica de Calcinha

+

Coletivo de Criação / RS
14 e 15/05
Local: Sala Carlos Carvalho
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 18 anos
Duração: 45min

Sinopse: Fábrica de Calcinha parte de escutas da paisagem sonora e pulsante do centro da cidade de Porto Alegre. Ouvidos que se colocam entre público e privado, entre corpo, som e luz, matérias primas da cena. Quem caminha pelos grandes centros urbanos, segue acompanhado pela presença sonora de vendedores ambulantes e seus cantos de sobrevivência. Em Porto Alegre, a presença da voz feminina gritando: “Fábrica de Calcinha! Fábrica de Calcinha é no quinto andar! Calcinha a R$1,50 !” é um signo desta paisagem sonora rica em afetividade e força. Dentre as camadas da realidade urbana que o trabalho revela está a expressão da mulher no Brasil contemporâneo, perfurando estereótipos, exaltando seu lugar de fala e resistência a tantas formas de violência.

Ficha técnica: Direção Geral: Marina Mendo. Criação Sonora: Ricardo Pavão. Criação de Luz: Marta Felizardo. Ativadores da Cena (ao vivo): Marina Mendo, Marta Felizardo, Ricardo Pavão. Performances vocais (em off): Bethânia Panisson Ávila, Dedy Ricardo, Lígia Lasevicius Perissé, Ricardo Pavão, Rossendo Rodrigues, Tereza Mendo Rodrigues. Fragmentos Textuais: Hilda Hilst (A obscena senhora D.), Matéi Visniec (A Louca Tranquila), Marina Mendo e Ricardo Pavão. Participação na cuíca: Mateus Ávila. Figurino: Marina Anderle Giongo. Provocações cênicas e orientação de meditação: André Rosa. Técnico de Som: Beto Chedid. Produção: Liége Biasotto – Cuco Produções.

Eventbrite - FÁBRICA DE CALCINHA (15/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Vida Alheia

+

CONEXÕES

(MOSTRA CENA EM PESQUISA)
15/05
Local: Alziro Azevedo
Horário: 20h
Indicação etária: 12 anos
Duração: 45min

Sinopse: Espetáculo solo que aborda questões da vida cotidiana de quatro mulheres, em uma proposta de encenação intimista, buscando um espaço de relação e intimidade com o público. Mulheres de diferentes gerações que trazem à tona fragmentos de suas vidas através de suas vozes, palavras e silêncios. Com uma dramaturgia original e biográfica, o espetáculo revela a existência e questionamentos dessas vozes alheias. O processo de criação se desenvolveu a partir da investigação de diferentes vocalidades coletadas na gravação de histórias de pessoas reais, experimentando aproximações e verticalizações entre a linguagem cênica e radiofônica, dentro da pesquisa O trabalho do ator voltado para um veículo radiofônico

Ficha técnica: Atuação e concepção: Mariana Rosa. Direção cênica e trilha sonora: Fábio Cuelli. Dramaturgia: Fábio Cuelli e Mariana Rosa. Iluminação: Manu Goulart. Operação de som: Alexandre Borin. Orientação: Mirna Spritzer. Produção: Camila Vergara e Mariana Rosa.

Sobre a MOSTRA CENA EM PESQUISA: Reunindo criações cênicas desenvolvidas em pesquisas de Mestrado e Doutorado no Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas da UFRGS, a mostra aposta no intercâmbio entre universidade e comunidade e afirma o transito entre investigação e criação artística. Inquietos e atentos, seguimos trabalhando, pesquisando e criando em artes cênicas, imaginando outras possibilidades de presente e futuros, no encontro entre arte e universidade pública.

Dia 16

.

Macbeth e o Reino Sombrio de Shakespeare para Crianças

+

Coletivo Órbita / RS

16/05
Local: Teatro Renascença
Horários: 10h e 15h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: livre
Duração: 50min

Sinopse: Os generais de guerra Macbeth e Banquo voltam triunfantes de uma batalha contra a Noruega. Passando por um pântano, se deparam com três bruxas que lhes apresentam algumas previsões sobre o futuro dos dois: “Macbeth será Barão de Cawdor e, futuramente, Rei. E Flaêncio, filho de Banquo será também rei”. A ambição de Macbeth e sua esposa Lady Macbeth diante das profecias das bruxas os leva a cometer um gesto de traição contra o rei. A partir daí muitas batalhas acontecerão.

Ficha técnica: Texto inspirado de Macbeth de William Shakespeare. Direção: João Pedro Decarli. Elenco: Camila Pasa, João Pedro Decarli e Rodrigo Waschburger. Criação de trilha sonora original e operação: Rafael Decarli. Criação de luz e operação: Bathista Freire. Figurino e cenário: o grupo. 

Eventbrite - MACBETH E O REINO SOMBRIO DE SHAKEASPEARE PARA CRIANÇAS (16/05 - 10h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Macbeth e o Reino Sombrio de Shakespeare para Crianças

+

Coletivo Órbita / RS

16/05
Local: Teatro Renascença
Horários: 10h e 15h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: livre
Duração: 50min

Sinopse: Os generais de guerra Macbeth e Banquo voltam triunfantes de uma batalha contra a Noruega. Passando por um pântano, se deparam com três bruxas que lhes apresentam algumas previsões sobre o futuro dos dois: “Macbeth será Barão de Cawdor e, futuramente, Rei. E Flaêncio, filho de Banquo será também rei”. A ambição de Macbeth e sua esposa Lady Macbeth diante das profecias das bruxas os leva a cometer um gesto de traição contra o rei. A partir daí muitas batalhas acontecerão.

Ficha técnica: Texto inspirado de Macbeth de William Shakespeare. Direção: João Pedro Decarli. Elenco: Camila Pasa, João Pedro Decarli e Rodrigo Waschburger. Criação de trilha sonora original e operação: Rafael Decarli. Criação de luz e operação: Bathista Freire. Figurino e cenário: o grupo. 

Eventbrite - MACBETH E O REINO SOMBRIO DE SHAKEASPEARE PARA CRIANÇAS (16/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Meu Seridó - Ingressos esgotados

+

Casa de Zoé / RN

16/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: livre
Duração: 65min

Sinopse: Um território nostálgico de arengas e amores. Você desfrutará da famosa hospitalidade seridoense. Ficará sabendo das histórias do lugar: uma arena seca e tórrida, onde sobreviver é estratégia. Conhecerão seus habitantes, vivos e mortos, reais e lendários, animais, humanos e até míticos. Ouvirá casos nunca antes contados, por vozes há muito caladas. Em apenas uma hora, dez mil anos de Seridó passarão diante de seus olhos. Universal ao falar da própria aldeia, Meu Seridó versa, acima de tudo, sobre o mais atual (e eterno) dos temas. Trata da relação do Homem com a Terra – que nesse começo de milênio chega a um grave impasse. Tudo, é claro, com muito humor, música e boas doses de reflexão.

Ficha técnica: Direção: César Ferrario. Dramaturgia: Filipe Miguez. Elenco: Titina Medeiros, Nara Kelly, Caio Padilha, Marcílio Amorim e Igor Fortunato. Direção de arte: João Marcelino. Direção musical: Caio Padilha. Pesquisadora: Leusa Araújo. Design de luz: Ronaldo Costa. Cenotécnico: Rogério Ferraz. Produção executiva e operação de som: Arlindo Bezerra. Produção artística e coordenação de produção: Titina Medeiros. Assistente de direção e direção de movimento: Dudu Galvão. Filmmaker: Carito Cavalcanti. Equipe de cenotécnica e montagem: Janielson Silva e Sandro Paixão. Operação de luz: Janielson Silva. Operação de som: César Ferrario. Assistência de figurino: Pierre Keyth. Modelista e costureira: Fátima Rocha. Costureira: Sigeane Borges da Silva.

Tocar Paraíso

+


CONEXÕES

(projeto Transit)

Cia Espaço em Branco / RS
16 e 17/05
Local: Instituto Goethe
Horário: 20h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 120 min

Sinopse: O trem do ocidente passa rápido e já nem para, não tem como parar, ele atropela a todos seguindo seu fluxo cego. É progresso. A energia vem do lucro, vem do modelo de civilização alicerçada no capitalismo. O lucro é vida sugada de pessoas e nações que se afundam em meio ao lixo tóxico. É tempo roubado. O texto de Köck admite o absurdo do teatro frente à vida, sua incapacidade de realmente mudar alguma coisa. Lançando mão de distintas possibilidades de estruturação da escrita para a cena, o autor vai do lírico ao dramático e ao épico, para contar histórias atravessadas por trens. A ironia percorre a linguagem cênica revelando o sedimento crítico que o texto traz em relação ao percurso civilizatório ocidental. A Cia. Espaço em Branco reúne um grupo de artistas do corpo que tem uma trajetória rica e diversa, que extrapolam a linguagem da atuação em suas experiências, mas que também dançam, fazem ativismo de gênero, que escrevem e fazem imagens em movimento para criar Tocar PARAÍSO em um regime de residência no palco do Instituto Goethe de Porto Alegre.

É na proposta de um corpo-coro que os personagens/discursos propostos por Köck irão encarnar. Um coletivo que, nutrido pelas singularidades, cresce numa presença múltipla que ultrapassa a noção de sujeito. Esse corpo/coro é o duplo da plateia. Nas noites de apresentação tocaremos PARAÍSO. Choque e fusão. Desejamos encontrar um sentido em fazer teatro, um sentido sem sentido, um sentido de muitos sentidos alicerçado num presente inevitável.

Ficha técnica: Direção: João de Ricardo / JdR/ . Texto: Thomas Köck com tradução de Christine Höhrig. Elenco: Anildo Böes, Eduardo d’Avila, Evelyn Ligocki, Fernanda Carvalho Leite, Iandra Cattani e JdR.  Luz: Carina Sehn. Som ao vivo: Daniel Roittman e Rodrigo Fernandez. Figurinos, produção e divulgação: Cia. Espaço em BRANCO. Vídeos: Bruno Gularte Barreto. Estagiário de luz: Thales Ramsés. Foto: Laura Moreira.

Sobre o Projeto Transit: O Goethe-Institut Porto Alegre estabeleceu processo de seleção para dois diretores gaúchos encenarem, separadamente,  o texto “jogar paraíso/paradies spielen”, do jovem escritor austríaco radicado na Alemanha Thomas Köck. As duas encenações serão dirigido por João de Ricardo e por Mauricio Casiraghi, que estreiam seus trabalhos no 14º. Festival Palco Giratório em Porto Alegre e, posteriormente, retornam ao Teatro do Goethe para temporadas regulares. / Os processos de criação dos espetáculos serão registrados pelo site AGORA Crítica Teatral (www.agoracriticateatral.com.br) através de postagens de seus editores, Michele Rolim e Renato Mendonça. / Realização: 14º. Festival Palco Giratório Sesc e Goethe-Institut / Idealização e realização: Goethe-Institut

Correalização: Agora Crítica Teatral

Eventbrite - TOCAR PARAÍSO (16/05 - 20h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

GPS Gaza

+

Cia Solos & Bem Acompanhados / RS
16 e 17/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 60min

Sinopse: Duas atrizes e uma tela, diferentes vozes, projeções e cenas que vão do cômico ao dramático, percorrendo as inúmeras “Faixas de Gaza” espalhadas pelo mundo inteiro. Enquanto a geografia se altera anunciadamente pelos meios de comunicação, o flagelo dos envolvidos é citado em gráficos e percentuais que afastam a realidade da dor. São os muros, sempre construídos para afastar o que não se quer ver, sentir ou saber.   O espetáculo não se debruça sobre judeus e palestinos, percorre o mundo – em grandes guerras ou nos conflitos cotidianos da convivência. Procurando a Faixa de Gaza existente nas sociedades contemporâneas e dentro de cada um, aqui agora.

Ficha técnica: Concepção e Roteiro: Camila Bauer e Deborah Finocchiaro. Direção: Camila Bauer.  Atuação: Deborah Finocchiaro e Áurea Baptista. Assistência de Direção: Kevin Brezolin. Direção de Vídeo: Luiz Alberto Cassol. Direção de Fotografia: Lucas Tergolina. Entrevistas e Imagens Adicionais: Kevin Brezolin. Som Direto: Kevin Brezolin, Sue Gotardo e Antonio Perra. Trilha Sonora: Fernando Lewis de Mattos e Kevin Brezolin.  Cenografia: Rodrigo Shalako e Antonio Perra. Iluminação: Carol Zimmer.

Eventbrite - GPS GAZA (16/05 - 21h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 17

.

A Mulher do Fim do Mundo

+

Cia Casa Circo / AP
17/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Duração: 19h
Dança
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 35min

Sinopse: O solo “A Mulher do Fim do Mundo” é um tiro no escuro, e que dentro de um estado reflexivo uma mulher se depara com a existência de um corpo que respira a cada segundo para se manter de pé. Neste estado existencialista, estabelece um diálogo visceral e direto do corpo e, com os corpos, onde através do corpo e do seu discurso, valida a existência desses vários corpos que atravessa gerações flagelados socialmente.

Ficha técnica: Direção: Jones Barsou. Interprete: Ana Caroline. Operação de Som: Jones Barsou. Figurino, maquiagem: A Cia. Dramaturgia: Jones Barsou. Iluminação: Eloy Pessoa. Imagens e Vídeo: Luiza Nobre.

Eventbrite - A MULHER DO FIM DO MUNDO (17/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Homem de Lugar Nenhum

+

CONEXÕES

Teatrofídico / RS
10, 11, 17, 18, 24 e 25/05
Local: Instituto Ling
Horário: sextas-feiras às 20h e sábados às 18h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 75 min 

Sinopse: A ideia de que política e amor são inconciliáveis é o ponto de partida para o espetáculo onde os atores Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão se encontram para discutir temas universais que estes assuntos propõem. O texto será uma colagem de autores clássicos e contemporâneos sem uma linha dramática definida e sem personagens. Millôr Fernandes, Eduardo Galeano, Júlio Cortázar, Samuel Beckett, Mário Vargas Llosa, Gabriel Garcia Marques entre outros, darão voz política aos encontros e desencontros, às formas e construções estéticas. Já Shakespeare, Pablo Neruda, Fernando Pessoa, Arthur Rambaud, Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade falarão de amor neste encontro nonsense.

Ficha técnica: Autores: Diversos. Atuação/Roteiro: Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão. Direção/Roteiro/Iluminação: Eduardo Kraemer. Cenografia/Adereços: Alexandre Navarro Moreira. Figurinos: Antônio Rabadan. Trilha Sonora: a direção, com intervenções da contra-regragem. Vídeos/Projeções: Daniel Jainequine. Produção: Jeffie Lopes. Realização: Casa de Teatro de Porto Alegre e Cia Teatrofídico.

 

Esta programação tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Secretaria Especial da Cultura, Governo Federal.

 

Ingressos: R$40,00 (50% para estudantes, pessoas com deficiência e com mais de 60 anos

Pontos de venda:

Online: https://institutoling.org.br

No local: Instituto Ling (Rua João Caetano, 440. De segunda a sexta-feira das 10h30min às 22h; sábados, das 10h30min às 20h.

Contato: 51 3533 5700 / instituto.ling@institutoling.org.br

Tocar Paraíso

+


CONEXÕES

(projeto Transit)

Cia Espaço em Branco / RS
16 e 17/05
Local: Instituto Goethe
Horário: 20h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 120 min

Sinopse: O trem do ocidente passa rápido e já nem para, não tem como parar, ele atropela a todos seguindo seu fluxo cego. É progresso. A energia vem do lucro, vem do modelo de civilização alicerçada no capitalismo. O lucro é vida sugada de pessoas e nações que se afundam em meio ao lixo tóxico. É tempo roubado. O texto de Köck admite o absurdo do teatro frente à vida, sua incapacidade de realmente mudar alguma coisa. Lançando mão de distintas possibilidades de estruturação da escrita para a cena, o autor vai do lírico ao dramático e ao épico, para contar histórias atravessadas por trens. A ironia percorre a linguagem cênica revelando o sedimento crítico que o texto traz em relação ao percurso civilizatório ocidental. A Cia. Espaço em Branco reúne um grupo de artistas do corpo que tem uma trajetória rica e diversa, que extrapolam a linguagem da atuação em suas experiências, mas que também dançam, fazem ativismo de gênero, que escrevem e fazem imagens em movimento para criar Tocar PARAÍSO em um regime de residência no palco do Instituto Goethe de Porto Alegre.

É na proposta de um corpo-coro que os personagens/discursos propostos por Köck irão encarnar. Um coletivo que, nutrido pelas singularidades, cresce numa presença múltipla que ultrapassa a noção de sujeito. Esse corpo/coro é o duplo da plateia. Nas noites de apresentação tocaremos PARAÍSO. Choque e fusão. Desejamos encontrar um sentido em fazer teatro, um sentido sem sentido, um sentido de muitos sentidos alicerçado num presente inevitável.

Ficha técnica: Direção: João de Ricardo / JdR/ . Texto: Thomas Köck com tradução de Christine Höhrig. Elenco: Anildo Böes, Eduardo d’Avila, Evelyn Ligocki, Fernanda Carvalho Leite, Iandra Cattani e JdR.  Luz: Carina Sehn. Som ao vivo: Daniel Roittman e Rodrigo Fernandez. Figurinos, produção e divulgação: Cia. Espaço em BRANCO. Vídeos: Bruno Gularte Barreto. Estagiário de luz: Thales Ramsés. Foto: Laura Moreira.

Sobre o Projeto Transit: O Goethe-Institut Porto Alegre estabeleceu processo de seleção para dois diretores gaúchos encenarem, separadamente,  o texto “jogar paraíso/paradies spielen”, do jovem escritor austríaco radicado na Alemanha Thomas Köck. As duas encenações serão dirigido por João de Ricardo e por Mauricio Casiraghi, que estreiam seus trabalhos no 14º. Festival Palco Giratório em Porto Alegre e, posteriormente, retornam ao Teatro do Goethe para temporadas regulares. / Os processos de criação dos espetáculos serão registrados pelo site AGORA Crítica Teatral (www.agoracriticateatral.com.br) através de postagens de seus editores, Michele Rolim e Renato Mendonça. / Realização: 14º. Festival Palco Giratório Sesc e Goethe-Institut / Idealização e realização: Goethe-Institut

Correalização: Agora Crítica Teatral

Eventbrite - TOCAR PARAÍSO (17/05 - 20h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

GPS Gaza

+

Cia Solos & Bem Acompanhados / RS
16 e 17/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 60min

Sinopse: Duas atrizes e uma tela, diferentes vozes, projeções e cenas que vão do cômico ao dramático, percorrendo as inúmeras “Faixas de Gaza” espalhadas pelo mundo inteiro. Enquanto a geografia se altera anunciadamente pelos meios de comunicação, o flagelo dos envolvidos é citado em gráficos e percentuais que afastam a realidade da dor. São os muros, sempre construídos para afastar o que não se quer ver, sentir ou saber.   O espetáculo não se debruça sobre judeus e palestinos, percorre o mundo – em grandes guerras ou nos conflitos cotidianos da convivência. Procurando a Faixa de Gaza existente nas sociedades contemporâneas e dentro de cada um, aqui agora.

Ficha técnica: Concepção e Roteiro: Camila Bauer e Deborah Finocchiaro. Direção: Camila Bauer.  Atuação: Deborah Finocchiaro e Áurea Baptista. Assistência de Direção: Kevin Brezolin. Direção de Vídeo: Luiz Alberto Cassol. Direção de Fotografia: Lucas Tergolina. Entrevistas e Imagens Adicionais: Kevin Brezolin. Som Direto: Kevin Brezolin, Sue Gotardo e Antonio Perra. Trilha Sonora: Fernando Lewis de Mattos e Kevin Brezolin.  Cenografia: Rodrigo Shalako e Antonio Perra. Iluminação: Carol Zimmer.

Eventbrite - GPS GAZA (17/05 - 21h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 18

.

Homem de Lugar Nenhum

+

CONEXÕES

Teatrofídico / RS
10, 11, 17, 18, 24 e 25/05
Local: Instituto Ling
Horário: sextas-feiras às 20h e sábados às 18h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 75 min 

Sinopse: A ideia de que política e amor são inconciliáveis é o ponto de partida para o espetáculo onde os atores Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão se encontram para discutir temas universais que estes assuntos propõem. O texto será uma colagem de autores clássicos e contemporâneos sem uma linha dramática definida e sem personagens. Millôr Fernandes, Eduardo Galeano, Júlio Cortázar, Samuel Beckett, Mário Vargas Llosa, Gabriel Garcia Marques entre outros, darão voz política aos encontros e desencontros, às formas e construções estéticas. Já Shakespeare, Pablo Neruda, Fernando Pessoa, Arthur Rambaud, Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade falarão de amor neste encontro nonsense.

Ficha técnica: Autores: Diversos. Atuação/Roteiro: Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão. Direção/Roteiro/Iluminação: Eduardo Kraemer. Cenografia/Adereços: Alexandre Navarro Moreira. Figurinos: Antônio Rabadan. Trilha Sonora: a direção, com intervenções da contra-regragem. Vídeos/Projeções: Daniel Jainequine. Produção: Jeffie Lopes. Realização: Casa de Teatro de Porto Alegre e Cia Teatrofídico.

 

Esta programação tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Secretaria Especial da Cultura, Governo Federal.

 

Ingressos: R$40,00 (50% para estudantes, pessoas com deficiência e com mais de 60 anos

Pontos de venda:

Online: https://institutoling.org.br

No local: Instituto Ling (Rua João Caetano, 440. De segunda a sexta-feira das 10h30min às 22h; sábados, das 10h30min às 20h.

Contato: 51 3533 5700 / instituto.ling@institutoling.org.br

Teresinhas

+

MEME Grupo de Pesquisa do Movimento / RS
18 e 19/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 19h
Dança
Recomendação etária: 12 anos
Duração: 80min

Sinopse: Em Teresinhas, vê-se a trajetória de uma mulher em diferentes etapas de sua vida. Em cena bailarinas entre 35 e 75 anos interpretam a personagem principal, oferecendo ao espectador uma reflexão sobre a mulher e suas escolhas. Através do testemunho de sua mãe, Terezinha Jardim Machado, o diretor e coreógrafo leva ao palco diferentes faces de uma mesma mulher. No papel da filha, da mãe, da companheira e amiga, a protagonista se mostra como quem abre um antigo baú, despindo-se aos poucos para o espectador.

Ficha técnica: Bailarinas: Angela Coelho, Chana Mânica, Fernanda Stein, Nury Salazar e Margareth Leyser. Trilha sonora ao vivo: Tiago Rinaldi Texto (voz): Nelson Diniz. Depoimentos: Terezinha Jardim Machado.  Cenografia: Rudinei Morales. Figurino: Francisco Pimentel. Iluminação: Fabricio Simões.

Eventbrite - TERESINHAS (18/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Navalha na Carne Negra - Ingressos esgotados

+

Dir. José Fernando Peixoto de Azevedo / SP
18 e 19/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 60 min

Sinopse: Nessa Navalha na Carne Negra, as figuras em jogo não são apenas vítimas ou imagens de uma destituição absoluta. Elas são, sobretudo figuras em luta: corpos negros ressurgentes. O roubo do dinheiro deixado pela prostituta Neusa Sueli para seu cafetão Vado é o disparador dos confrontos que emergem do impulso reiterado de satisfação.

Ficha técnica: Direção geral e dispositivo cênico: José Fernando Peixoto de Azevedo. Assistência de Direção e Vídeo: Flávio Moraes. Atores: Lucélia Sergio, Raphael Garcia, Rodrigo dos Santos. Operação de Câmera: Isabel Praxedes. Desenho de Luz: Denílson Marques. Produção: Corpo Rastreado.

Cérebro Coração - Ingressos esgotados

+

Dir. enrique Diaz e Renato Linhares / RJ
18 e 19/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 70min

Sinopse: Cérebro_Coração é uma peça-conferência. Um caminho percorrido entre o teatro e a sala-de-aula a partir da memória, das alteridades, da experiência construída pela linguagem e extravasada nas muitas formas de vida que nos moldam e em muitas outras possíveis. Uma experiência de diálogo que coloca em perspectiva modos de aprendizagem, de sensibilização e o entendimento científico-poético do mundo, retorcido por transfigurações da linguagem, da experiência cênica e do corpo, esse esqueleto adormecido nas narrativas e, ao mesmo tempo, tão responsável por nos manter de pé. O trabalho resgata, em sua essência, dois lugares historicamente transformadores: o teatro e a sala-de-aula | o cérebro e o coração.

Ficha técnica: Atuação e dramaturgia: Mariana Lima. Direção e colaboração dramatúrgica: Enrique Diaz e Renato Linhares. Cenografia: Dina Salem Levy. Iluminação: Beto Bruel. Operação de luz: Luana Della Crist. Oeração de projeções: Lina Kaplan. Operação de som: Joana Guimarães. Camareira e contrarregra: Conceição Telles. Direção de palco Iuri Wander. Produção e administração Quintal Produções. Direção geral: Verônica Prates. Coordenação artística: Valencia Losada.

Dia 19

.

Teresinhas

+

MEME Grupo de Pesquisa do Movimento / RS
18 e 19/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 19h
Dança
Recomendação etária: 12 anos
Duração: 80min

Sinopse: Em Teresinhas, vê-se a trajetória de uma mulher em diferentes etapas de sua vida. Em cena bailarinas entre 35 e 75 anos interpretam a personagem principal, oferecendo ao espectador uma reflexão sobre a mulher e suas escolhas. Através do testemunho de sua mãe, Terezinha Jardim Machado, o diretor e coreógrafo leva ao palco diferentes faces de uma mesma mulher. No papel da filha, da mãe, da companheira e amiga, a protagonista se mostra como quem abre um antigo baú, despindo-se aos poucos para o espectador.

Ficha técnica: Bailarinas: Angela Coelho, Chana Mânica, Fernanda Stein, Nury Salazar e Margareth Leyser. Trilha sonora ao vivo: Tiago Rinaldi Texto (voz): Nelson Diniz. Depoimentos: Terezinha Jardim Machado.  Cenografia: Rudinei Morales. Figurino: Francisco Pimentel. Iluminação: Fabricio Simões.

Eventbrite - TERESINHAS (19/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Navalha na Carne Negra - Ingressos esgotados

+

Dir. José Fernando Peixoto de Azevedo / SP
18 e 19/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 60 min

Sinopse: Nessa Navalha na Carne Negra, as figuras em jogo não são apenas vítimas ou imagens de uma destituição absoluta. Elas são, sobretudo figuras em luta: corpos negros ressurgentes. O roubo do dinheiro deixado pela prostituta Neusa Sueli para seu cafetão Vado é o disparador dos confrontos que emergem do impulso reiterado de satisfação.

Ficha técnica: Direção geral e dispositivo cênico: José Fernando Peixoto de Azevedo. Assistência de Direção e Vídeo: Flávio Moraes. Atores: Lucélia Sergio, Raphael Garcia, Rodrigo dos Santos. Operação de Câmera: Isabel Praxedes. Desenho de Luz: Denílson Marques. Produção: Corpo Rastreado.

Cérebro Coração - Ingressos esgotados

+

DIR. ENRIQUE DIAZ E RENATO LINHARES / RJ
Local: Teatro Renascença
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 70min

Sinopse: Cérebro_Coração é uma peça-conferência. Um caminho percorrido entre o teatro e a sala-de-aula a partir da memória, das alteridades, da experiência construída pela linguagem e extravasada nas muitas formas de vida que nos moldam e em muitas outras possíveis. Uma experiência de diálogo que coloca em perspectiva modos de aprendizagem, de sensibilização e o entendimento científico-poético do mundo, retorcido por transfigurações da linguagem, da experiência cênica e do corpo, esse esqueleto adormecido nas narrativas e, ao mesmo tempo, tão responsável por nos manter de pé. O trabalho resgata, em sua essência, dois lugares historicamente transformadores: o teatro e a sala-de-aula | o cérebro e o coração.

Ficha técnica: Atuação e dramaturgia: Mariana Lima. Direção e colaboração dramatúrgica: Enrique Diaz e Renato Linhares. Cenografia: Dina Salem Levy. Iluminação: Beto Bruel. Operação de luz: Luana Della Crist. Oeração de projeções: Lina Kaplan. Operação de som: Joana Guimarães. Camareira e contrarregra: Conceição Telles. Direção de palco Iuri Wander. Produção e administração Quintal Produções. Direção geral: Verônica Prates. Coordenação artística: Valencia Losada.

Dia 21

.

Expedição Monstro

+

Cia. Inderminada Artes da Cena / RS
21 e 22/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 10h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: livre
Duração: 55min

Sinopse: Quatro crianças se juntam para uma emocionante expedição na floresta. Apesar de grandes amigos, eles não são nada parecidos e nesta aventura, vão se deparar com um mundo novo, cheio de magia, diversão e criaturas estranhas. Munidos com equipamentos e informações estratégicas, eles terão seus limites e suas habilidades testadas e os enigmáticos monstros que habitam esse local serão de extrema importância para ajudá-los a voltar para casa. Lá vão aprender um novo sentido para a palavra amigo, pois enfrentarão seus monstros e medos, reais e imaginários. Mas eles não precisam se preocupar, pois como todos os bons exploradores, eles têm a coragem correndo em suas veias!

Ficha técnica: Elenco: Ana Caroline de David, Ander Belotto, Bruna Casali, Danuta Zaghetto, Lauro Fagundes, Maurício Schneider e Renata Stein. Direção: Matheus Melchionna. Técnico de som: Norton Goettems. Técnico de luz: Carolina Silva Zimmer. Trilha sonora: Carina Levitan e Guilherme Ceron (original)

Eventbrite - EXPEDIÇÃO MONSTRO (21/05 - 10h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Retirantes – Somos Todos Severinos

+

Reticências Cia de Dança / RS
21 e 22/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 19h
Dança
Recomendação etária: livre
Duração: 45min

Sinopse: “Retirantes: Somos todos Severinos” é um projeto plural por se utilizar de elementos tradicionais das Danças Urbanas, mesclados à Dança Contemporânea e Experimental com algumas influências de danças regionais para representar uma cultura essencialmente brasileira: a nordestina. A pesquisa destas vivências diversas em dança deu vida ao experimento que tira da zona de conforto tanto o público quanto os próprios bailarinos. O espetáculo remonta a realidade nordestina e o percurso de intensa migração rumo aos grandes centros urbanos, em busca de melhores condições de vida. Desde as recatadas mulheres até os viris cangaceiros, todos são igualmente atingidos pelas  dificuldades em sobreviver na escassez de suas terras. A falta de recursos define o cotidiano e, perante este sofrimento, tornam-se iguais: retirantes, nordestinos, Severinos.

Ficha técnica: Diretor Coreográfico: Carlos Neto. Diretor de Produção: Tiago R. Souza. Assistente de Produção: Victória Terragno. Técnico de Luz: Karrah. Bailarinos: Jade Correa, Matheus de Almeida, Matheus Quevedo, Thainá Zanatta de Oliveira e Bibiana Lopez.

Eventbrite - RETIRANTES - SOMOS TODOS SEVERINOS (21/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Expresso Paraíso

+

CONEXÕES

(projeto Transit)
Ato Cia. Cênica / RS
21 e 22/05
Local: Instituto Goethe
Horário: 20h
Teatro adulto
Recomendação etária: Livre
Duração: 90 min

Sinopse: Com dramaturgia do alemão Thomas Köck, o espetáculo Expresso Paraíso (paradies spielen) aborda a exaustão da modernidade ocidental representada por cinco viajantes europeus em um misterioso trem desgovernado. Ao mesmo tempo, um casal de imigrantes chineses, cheios de esperança, viajam para a Europa em busca do paraíso. Um filho ao lado do leito de seu pai moribundo, que sofreu queimaduras graves. O coração ainda bate, mas vale a pena lutar? Qual é o preço que se paga pelo paraíso? A peça é resultado do projeto TRANSIT, idealizado pelo Goethe Institut, que selecionou dois diretores para a montagem do mesmo texto de Köck.

Ficha técnica: Direção: Mauricio Casiraghi. Realização: ATO Cia. Cenica. Elenco: Arlete Cunha, Danuta Zaghetto, Marcelo Mertins, Mariana Rosa, Mirna Spritzer, Paulo Roberto Farias e Rossendo Rodrigues. Iluminação: Luciana Tondo. Cenografia: Rodrigo Shalako. Trilha sonora: Caio Amon. FigurinoI: Déh Dullius. Criação de objetos cênicos: Paulo Martins Fontes. Design gráfico: Andre Varela.    

Sobre o Projeto Transit: O Goethe-Institut Porto Alegre estabeleceu processo de seleção para dois diretores gaúchos encenarem, separadamente,  o texto “jogar paraíso/paradies spielen”, do jovem escritor austríaco radicado na Alemanha Thomas Köck. As duas encenações serão dirigido por João de Ricardo e por Mauricio Casiraghi, que estreiam seus trabalhos no 14º. Festival Palco Giratório em Porto Alegre e, posteriormente, retornam ao Teatro do Goethe para temporadas regulares. / Os processos de criação dos espetáculos serão registrados pelo site AGORA Crítica Teatral (www.agoracriticateatral.com.br) através de postagens de seus editores, Michele Rolim e Renato Mendonça. / Realização: 14º. Festival Palco Giratório Sesc e Goethe-Institut / Idealização e realização: Goethe-Institut / Correalização: Agora Crítica Teatral

Eventbrite - EXPRESSO PARAÍSO (21/05 - 20h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 22

.

Expedição Monstro

+

Cia. Inderminada Artes da Cena / RS
21 e 22/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 10h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: livre
Duração: 55min

Sinopse: Quatro crianças se juntam para uma emocionante expedição na floresta. Apesar de grandes amigos, eles não são nada parecidos e nesta aventura, vão se deparar com um mundo novo, cheio de magia, diversão e criaturas estranhas. Munidos com equipamentos e informações estratégicas, eles terão seus limites e suas habilidades testadas e os enigmáticos monstros que habitam esse local serão de extrema importância para ajudá-los a voltar para casa. Lá vão aprender um novo sentido para a palavra amigo, pois enfrentarão seus monstros e medos, reais e imaginários. Mas eles não precisam se preocupar, pois como todos os bons exploradores, eles têm a coragem correndo em suas veias!

Ficha técnica: Elenco: Ana Caroline de David, Ander Belotto, Bruna Casali, Danuta Zaghetto, Lauro Fagundes, Maurício Schneider e Renata Stein. Direção: Matheus Melchionna. Técnico de som: Norton Goettems. Técnico de luz: Carolina Silva Zimmer. Trilha sonora: Carina Levitan e Guilherme Ceron (original)

Eventbrite - EXPEDIÇÃO MONSTRO (22/05 - 10h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Voa - Teatro Para Bebês

+

Coletivo Antônia / DF
22/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 15h
Teatro para bebês
Recomendação etária: livre
Duração: 40min

Sinopse: Livremente inspirado em A menina e o Pássaro Encantado, de Rubem Alves, o espetáculo percorre o caminho das sutilezas e dos sentidos, tratando de cumplicidade e de saudades, mas principalmente de liberdade. As meninas e os pássaros que habitam o conto brincam com muitas possíveis relações de amizade, em ambiências que estimulam a interação do bebê com as luzes, os sons, os aromas e a cenografia. Entre idas e vindas de um pássaro viajante, VOA transgride as noções tradicionais de tempo, de espaço e de amor.

Ficha técnica: Realização: Coletivo Antônia. Direção: Rita de Almeida Castro. Elenco: Cirila Targhetta e Tatiana Bittar. Dramaturgia: Rita de Almeida Castro e Coletivo Antônia. Cenário e figurino: Roustang Carrilho. Música e Sonoplastia: Euler Oliveira. Desenho de Luz: Marcelo Augusto Santana. Design Gráfico: Ilha Design. Coordenação técnica e Operação de luz: Euler Oliveira.

Eventbrite - VOA - TEATRO PARA BEBÊS (22/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Retirantes – Somos Todos Severinos

+

Reticências Cia de Dança / RS
21 e 22/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 19h
Dança
Recomendação etária: livre
Duração: 45min

Sinopse: “Retirantes: Somos todos Severinos” é um projeto plural por se utilizar de elementos tradicionais das Danças Urbanas, mesclados à Dança Contemporânea e Experimental com algumas influências de danças regionais para representar uma cultura essencialmente brasileira: a nordestina. A pesquisa destas vivências diversas em dança deu vida ao experimento que tira da zona de conforto tanto o público quanto os próprios bailarinos. O espetáculo remonta a realidade nordestina e o percurso de intensa migração rumo aos grandes centros urbanos, em busca de melhores condições de vida. Desde as recatadas mulheres até os viris cangaceiros, todos são igualmente atingidos pelas  dificuldades em sobreviver na escassez de suas terras. A falta de recursos define o cotidiano e, perante este sofrimento, tornam-se iguais: retirantes, nordestinos, Severinos.

Ficha técnica: Diretor Coreográfico: Carlos Neto. Diretor de Produção: Tiago R. Souza. Assistente de Produção: Victória Terragno. Técnico de Luz: Karrah. Bailarinos: Jade Correa, Matheus de Almeida, Matheus Quevedo, Thainá Zanatta de Oliveira e Bibiana Lopez.

Eventbrite - RETIRANTES - SOMOS TODOS SEVERINOS (22/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Expresso Paraíso

+

CONEXÕES

(projeto Transit)
Ato Cia. Cênica / RS
21 e 22/05
Local: Instituto Goethe
Horário: 20h
Teatro adulto
Recomendação etária: Livre
Duração: 90 min

Sinopse: Com dramaturgia do alemão Thomas Köck, o espetáculo Expresso Paraíso (paradies spielen) aborda a exaustão da modernidade ocidental representada por cinco viajantes europeus em um misterioso trem desgovernado. Ao mesmo tempo, um casal de imigrantes chineses, cheios de esperança, viajam para a Europa em busca do paraíso. Um filho ao lado do leito de seu pai moribundo, que sofreu queimaduras graves. O coração ainda bate, mas vale a pena lutar? Qual é o preço que se paga pelo paraíso? A peça é resultado do projeto TRANSIT, idealizado pelo Goethe Institut, que selecionou dois diretores para a montagem do mesmo texto de Köck.

Ficha técnica: Direção: Mauricio Casiraghi. Realização: ATO Cia. Cenica. Elenco: Arlete Cunha, Danuta Zaghetto, Marcelo Mertins, Mariana Rosa, Mirna Spritzer, Paulo Roberto Farias e Rossendo Rodrigues. Iluminação: Luciana Tondo. Cenografia: Rodrigo Shalako. Trilha sonora: Caio Amon. FigurinoI: Déh Dullius. Criação de objetos cênicos: Paulo Martins Fontes. Design gráfico: Andre Varela.    

Sobre o Projeto Transit: O Goethe-Institut Porto Alegre estabeleceu processo de seleção para dois diretores gaúchos encenarem, separadamente,  o texto “jogar paraíso/paradies spielen”, do jovem escritor austríaco radicado na Alemanha Thomas Köck. As duas encenações serão dirigido por João de Ricardo e por Mauricio Casiraghi, que estreiam seus trabalhos no 14º. Festival Palco Giratório em Porto Alegre e, posteriormente, retornam ao Teatro do Goethe para temporadas regulares. / Os processos de criação dos espetáculos serão registrados pelo site AGORA Crítica Teatral (www.agoracriticateatral.com.br) através de postagens de seus editores, Michele Rolim e Renato Mendonça. / Realização: 14º. Festival Palco Giratório Sesc e Goethe-Institut / Idealização e realização: Goethe-Institut / Correalização: Agora Crítica Teatral

Eventbrite - EXPRESSO PARAÍSO (22/05 - 20h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 23

Nós Por Nós

+

Teatro Sarcáustico / RS
23 e 24/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 50min

Sinopse: O que te afeta e te faz resistir? Nós Por Nós é o novo projeto cênico do Teatro Sarcáustico: uma obra autoral que se constroi sobre a compreensão dos afetos como possíveis formas de reação, de revolução e de resistência em tempos em que presenciamos tantos cerceamentos de direitos sobre os corpos, os amores, os espaços e os conhecimentos. Interagir com nossos corpos e confrontar afetamentos significa neste espetáculo performar um terrorismo afetivo que possa nos desacomodar de nosso cotidiano que insiste em nos coagir politicamente. Somos 5 performers em cena que juntxs se tornam muitxs. “Eu e você juntxs somos nós, nós que ninguém desata” (Emicida em Yasuke).

Ficha técnica: Direção: Daniel Colin e Ricardo Zigomático. Assistência de Direção: Vitória Titton. Performers: Daniel Colin, Guadalupe Casal, Ricardo Zigomático e Ursula Collischonn. Performance Sonora: Vitório O. Azevedo. Design de Luz: Casemiro Azevedo. Cenografia: Daniel Fetter, Valquiria Cardoso e Alex Limberger. Assistência Coreográfica: Natasha Villar. Produção: Daniela Lopes / Cardápio Cultural e Ricardo Zigomático. Fotografia de Cena: Qex Bittencourt. Realização: Teatro Sarcáustico em uma parceria com a Code Moda da ESPM-Sul foram desenvolvidos os figurinos e uma produção fotográfica. Coordenadora do Design: Carolina Bustos. Orientação Code Moda: Fernando Bakos. Figurinista: Antonio Rabadan. Assistência: Vitória Tomé, Frederico Becker, Luiza Tramontina, Maria Eduarda Castro, Giovana Sbardelotto, Isabella Paixão e Guilherme Brenner. Laboratorista: Mayara Reis. Monitora: Helena Dias.

Eventbrite - NÓS POR NÓS (23/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Ordinários

+

La Mínima / SP

23 e 24/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 19h
Circo
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 70min

Sinopse: Em algum lugar, três soldados formam um pelotão improvável. Diante da angústia da espera, esmeram-se em treinamentos até finalmente receber uma missão. Quanto mais avançam pelo território inimigo, fica evidente os segredos que um esconde do outro e quanto são inadequados para o mundo da guerra. Mas afinal quem é adequado para a guerra?

Ficha técnica: Concepção: Alvaro Assad, Fernando Paz, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim. Roteiro: Newton Moreno, Alvaro Assad e LaMínima. Assistente de Dramaturgia: Almir Martines. Direção e Preparação Mímica: Alvaro Assad. Direção musical e música original: Marcelo Pellegrini. Elenco: Fernando Paz, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim. Iluminação: Marcel Alani. Figurino e Visagismo: Carol Badra. Cenografia: LaMínima. Adereços: Dario França, Juciê Batista e Reticências. Assessoria técnica de Magia: Ricardo Malerbi. Direção de produção: Luciana Lima. Produção executiva: Priscila Cha. Assistência de produção e de administração: Chai Rodrigues. Supervisão geral: Fernando Sampaio.

Eventbrite - ORDINÁRIOS (23/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Isto é um Negro? - Ingressos esgotados

+

Equemégosta?
/ SP
23 e 24/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 18 anos
Duração: 100min

Sinopse: O espetáculo é um estudo sobre o que é ser negro e negra no Brasil e, especificamente, sobre o que é ser um artista negro(a) no país hoje. Algumas perguntas e tentativas de respostas permearam a construção desse dispositivo,  como discutir negritude e questões raciais a partir de experiências singulares? Por outro lado: como transformar teoria em cena? A partir de leituras das obras de Fred Moten, Achille Mbembe, Bell Hooks, Grada Kilomba, Frantz Fanon (1925-1961), Sueli Cordeiro e Aimé Cesaire (1913-2008), o grupo elaborou as questões que tenta materializar em cena.A montagem evidencia o racismo como prática estrutural no Brasil, explicitando como essa norma se dissipa para todas as ordens de convívio, no desejo de construir estratégias de diálogo sobre essa atitude que se perpetua.

Ficha técnica: Elenco: Ivy Souza, Lucas Wickhaus, Mirella Façanha e Raoni Garcia. Direção: Tarina Quelho. Co-direção: Lucas Brandão. Dramaturgia: Mirella Façanha e Tarina Quelho. Som: Tom Monteiro. Operação de Som: Fernanda Feliz. Luz: Lucas Brandão. Cenotécnico: Lam Matos. Fotos: Rodrigo Oliveira. Produção: Dani Façanha.

Eventbrite - ISTO É UM NEGRO? (23/05 - 21h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 24

.

Tandan!

+

Cia Etc / PE
24/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horários: 10 e 15h
Teatro para a infância e juventude
Recomendação etária: 05 a 09 anos
Duração: 120min (com sessões individuais de 6min cada)

Sinopse: Uma experiência de imersão em dança a partir do uso de estímulos táteis, de uma instalação sonora e da interação com bailarinos e bailarinas. Um espetáculo que encara a questão da acessibilidade do espetáculo às pessoas com deficiência visual como estímulo criativo, e não como tradução. Tem inspiração nas obras de Helio Oiticica e Lygia Clark, com suas provocações do ato de perceber as artes visuais numa apreciação sensorial mais ampla da obra. O espetáculo é dedicado ao público infantil, e cada criança terá uma experiência individual de 6 minutos.

Ficha técnica: Direção e trilha sonora: Marcelo Sena. Assistência de Direção: Jorge de Paula. Criação: Elis Costa, Marcelo Sena e Renata Vieira. Dança: Elis Costa, Filipe Marcena, Iara Campos e Marcelo Sena. Pesquisa: Bruno Amorim, Elis Costa, Filipe Marcena, Jorge de Paula, Marcelo Sena e Renata Vieira Figurinos. Cenário: Marcondes Lima. Costura de figurinos: Maria Lima. Consultoria em acessibilidade comunicacional: Andreza Nóbrega. Preparação de elenco: Arilson Lopes.

Eventbrite - TANDAN! (24/05 - 15h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Homem de Lugar Nenhum

+

CONEXÕES

Teatrofídico / RS
10, 11, 17, 18, 24 e 25/05
Local: Instituto Ling
Horário: sextas-feiras às 20h e sábados às 18h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 75 min 

Sinopse: A ideia de que política e amor são inconciliáveis é o ponto de partida para o espetáculo onde os atores Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão se encontram para discutir temas universais que estes assuntos propõem. O texto será uma colagem de autores clássicos e contemporâneos sem uma linha dramática definida e sem personagens. Millôr Fernandes, Eduardo Galeano, Júlio Cortázar, Samuel Beckett, Mário Vargas Llosa, Gabriel Garcia Marques entre outros, darão voz política aos encontros e desencontros, às formas e construções estéticas. Já Shakespeare, Pablo Neruda, Fernando Pessoa, Arthur Rambaud, Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade falarão de amor neste encontro nonsense.

Ficha técnica: Autores: Diversos. Atuação/Roteiro: Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão. Direção/Roteiro/Iluminação: Eduardo Kraemer. Cenografia/Adereços: Alexandre Navarro Moreira. Figurinos: Antônio Rabadan. Trilha Sonora: a direção, com intervenções da contra-regragem. Vídeos/Projeções: Daniel Jainequine. Produção: Jeffie Lopes. Realização: Casa de Teatro de Porto Alegre e Cia Teatrofídico.

 

Esta programação tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Secretaria Especial da Cultura, Governo Federal.

 

Ingressos: R$40,00 (50% para estudantes, pessoas com deficiência e com mais de 60 anos

Pontos de venda:

Online: https://institutoling.org.br

No local: Instituto Ling (Rua João Caetano, 440. De segunda a sexta-feira das 10h30min às 22h; sábados, das 10h30min às 20h.

Contato: 51 3533 5700 / instituto.ling@institutoling.org.br

Nós Por Nós

+

Teatro Sarcáustico / RS
23 e 24/05
Local: Teatro Sesc Centro
Horário: 19h
Teatro adulto
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 50min

Sinopse: O que te afeta e te faz resistir? Nós Por Nós é o novo projeto cênico do Teatro Sarcáustico: uma obra autoral que se constroi sobre a compreensão dos afetos como possíveis formas de reação, de revolução e de resistência em tempos em que presenciamos tantos cerceamentos de direitos sobre os corpos, os amores, os espaços e os conhecimentos. Interagir com nossos corpos e confrontar afetamentos significa neste espetáculo performar um terrorismo afetivo que possa nos desacomodar de nosso cotidiano que insiste em nos coagir politicamente. Somos 5 performers em cena que juntxs se tornam muitxs. “Eu e você juntxs somos nós, nós que ninguém desata” (Emicida em Yasuke).

Ficha técnica: Direção: Daniel Colin e Ricardo Zigomático. Assistência de Direção: Vitória Titton. Performers: Daniel Colin, Guadalupe Casal, Ricardo Zigomático e Ursula Collischonn. Performance Sonora: Vitório O. Azevedo. Design de Luz: Casemiro Azevedo. Cenografia: Daniel Fetter, Valquiria Cardoso e Alex Limberger. Assistência Coreográfica: Natasha Villar. Produção: Daniela Lopes / Cardápio Cultural e Ricardo Zigomático. Fotografia de Cena: Qex Bittencourt. Realização: Teatro Sarcáustico em uma parceria com a Code Moda da ESPM-Sul foram desenvolvidos os figurinos e uma produção fotográfica. Coordenadora do Design: Carolina Bustos. Orientação Code Moda: Fernando Bakos. Figurinista: Antonio Rabadan. Assistência: Vitória Tomé, Frederico Becker, Luiza Tramontina, Maria Eduarda Castro, Giovana Sbardelotto, Isabella Paixão e Guilherme Brenner. Laboratorista: Mayara Reis. Monitora: Helena Dias.

Eventbrite - NÓS POR NÓS (24/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Ordinários

+

La Mínima / SP

23 e 24/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 19h
Circo
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 70min

Sinopse: Em algum lugar, três soldados formam um pelotão improvável. Diante da angústia da espera, esmeram-se em treinamentos até finalmente receber uma missão. Quanto mais avançam pelo território inimigo, fica evidente os segredos que um esconde do outro e quanto são inadequados para o mundo da guerra. Mas afinal quem é adequado para a guerra?

Ficha técnica: Concepção: Alvaro Assad, Fernando Paz, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim. Roteiro: Newton Moreno, Alvaro Assad e LaMínima. Assistente de Dramaturgia: Almir Martines. Direção e Preparação Mímica: Alvaro Assad. Direção musical e música original: Marcelo Pellegrini. Elenco: Fernando Paz, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim. Iluminação: Marcel Alani. Figurino e Visagismo: Carol Badra. Cenografia: LaMínima. Adereços: Dario França, Juciê Batista e Reticências. Assessoria técnica de Magia: Ricardo Malerbi. Direção de produção: Luciana Lima. Produção executiva: Priscila Cha. Assistência de produção e de administração: Chai Rodrigues. Supervisão geral: Fernando Sampaio.

Eventbrite - ORDINÁRIOS (24/05 - 19h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Isto é um Negro? - Ingressos esgotados

+

Equemégosta?
/ SP
23 e 24/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 21h
Teatro adulto
Recomendação etária: 18 anos
Duração: 100min

Sinopse: O espetáculo é um estudo sobre o que é ser negro e negra no Brasil e, especificamente, sobre o que é ser um artista negro(a) no país hoje. Algumas perguntas e tentativas de respostas permearam a construção desse dispositivo,  como discutir negritude e questões raciais a partir de experiências singulares? Por outro lado: como transformar teoria em cena? A partir de leituras das obras de Fred Moten, Achille Mbembe, Bell Hooks, Grada Kilomba, Frantz Fanon (1925-1961), Sueli Cordeiro e Aimé Cesaire (1913-2008), o grupo elaborou as questões que tenta materializar em cena.A montagem evidencia o racismo como prática estrutural no Brasil, explicitando como essa norma se dissipa para todas as ordens de convívio, no desejo de construir estratégias de diálogo sobre essa atitude que se perpetua.

Ficha técnica: Elenco: Ivy Souza, Lucas Wickhaus, Mirella Façanha e Raoni Garcia. Direção: Tarina Quelho. Co-direção: Lucas Brandão. Dramaturgia: Mirella Façanha e Tarina Quelho. Som: Tom Monteiro. Operação de Som: Fernanda Feliz. Luz: Lucas Brandão. Cenotécnico: Lam Matos. Fotos: Rodrigo Oliveira. Produção: Dani Façanha.

Eventbrite - ISTO É UM NEGRO? (24/05 - 21h) | 14º Festival Palco Giratório - 2019

Dia 25

.

Naquele Bairro Encantado - Episódio I: Estranhos visitantes

+
Teatro Público / MG
25/05
Local: MERCADO PÚBLICO
HORÁRIO: 10H
Intervenção urbana
Recomendação etária: livre
Duração: 120min

Sinopse: Um grupo de velhos mascarados visita um bairro da cidade povoando o cotidiano com imagens saudosistas do passado. No episódio I – Estranhos Visitantes, o público é convidado a fazer um passeio por um bairro da cidade, no qual os personagens realizam ações cotidianas e estabelecem relações com os moradores e transeuntes, compartilhando lembranças, histórias e imagens.

Ficha técnica: Direção: Rogério Lopes. Dramaturgia: Larissa Albertti. Atuação: Ana Lavigne, Diego Poça, Larissa Albertti, Luciana Araújo, Marcelo Alessio, Rafael Bottaro. Direção musical e preparação vocal: Eberth Guimarães. Figurinos: Juliana Floriano. Criação e confecção de máscaras: Fernando Linares.

O espetáculo seria na Praça Darcy Azambuja, às 9h, e teve alteração de horário e local para o Mercado Público, às 10h.

Homem de Lugar Nenhum

+

CONEXÕES

Teatrofídico / RS
10, 11, 17, 18, 24 e 25/05
Local: Instituto Ling
Horário: sextas-feiras às 20h e sábados às 18h
Teatro adulto
Recomendação etária: 16 anos
Duração: 75 min 

Sinopse: A ideia de que política e amor são inconciliáveis é o ponto de partida para o espetáculo onde os atores Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão se encontram para discutir temas universais que estes assuntos propõem. O texto será uma colagem de autores clássicos e contemporâneos sem uma linha dramática definida e sem personagens. Millôr Fernandes, Eduardo Galeano, Júlio Cortázar, Samuel Beckett, Mário Vargas Llosa, Gabriel Garcia Marques entre outros, darão voz política aos encontros e desencontros, às formas e construções estéticas. Já Shakespeare, Pablo Neruda, Fernando Pessoa, Arthur Rambaud, Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade falarão de amor neste encontro nonsense.

Ficha técnica: Autores: Diversos. Atuação/Roteiro: Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão. Direção/Roteiro/Iluminação: Eduardo Kraemer. Cenografia/Adereços: Alexandre Navarro Moreira. Figurinos: Antônio Rabadan. Trilha Sonora: a direção, com intervenções da contra-regragem. Vídeos/Projeções: Daniel Jainequine. Produção: Jeffie Lopes. Realização: Casa de Teatro de Porto Alegre e Cia Teatrofídico.

 

Esta programação tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Secretaria Especial da Cultura, Governo Federal.

 

Ingressos: R$40,00 (50% para estudantes, pessoas com deficiência e com mais de 60 anos

Pontos de venda:

Online: https://institutoling.org.br

No local: Instituto Ling (Rua João Caetano, 440. De segunda a sexta-feira das 10h30min às 22h; sábados, das 10h30min às 20h.

Contato: 51 3533 5700 / instituto.ling@institutoling.org.br

Cria - Ingressos esgotados

+

Cia Suave / Alice Ripoll / RJ
25/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 21h
Dança
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 50min

Sinopse: É um espetáculo de dança que abrange o passinho do funk, a dancinha e a dança teatro. A peça investiga os entrelaçamentos entre os significados da noção de criação. Criar um espetáculo, criar uma técnica tão nova como o passinho (que pode ser considerado o primeiro estilo de dança urbana brasileiro), criar filhos. A criação de todos nós, que viemos do ato sexual, tão próximo da dança. A dança da favela, da corda bamba – tantos morrem e nascem. Vidas tão arriscadas que valorizam cada instante. O coração insiste, cria a dança que está na vanguarda do mundo: o grupo esteve nos últimos quatro anos rodando a Europa com seu trabalho vibrante. O ódio de se viver sob tanta violência transformada em potência criativa; a cena que se vê é um filme sem pausa pra respirar, que vai do afeto à violência, nascimento e morte, os atravessamentos da linguagem em uma explosão de criatividade.

Ficha técnica: Direção: Alice Ripoll. Interpretação: Tiobil Dançarino Brabo, Kinho JP, VN Dançarino Brabo, Nyandra Fernandes, May Eassy, Romulo Galvão, Sanderson Rei da Quebradeira, Thamires Candida, GB Dancy, Ronald Sheik. Assistência de direção/operador de som: Alan Ferreira. Produção: Rafael Fernandes. Iluminação: Andréa Capella. Figurino: Raquel Theo. Direção Musical de funk: DJ Pop Andrade.