PRESENÇA NEGRA NO MARGS

14/05 a 21/08
Terças a domingos, das 10h às 19h, com entrada gratuita.
Local: Margs (Praça da Alfândega, s/n)
Indicação etária: Livre

A exposição “Presença Negra no MARGS”, que o Museu de Arte do Rio Grande do Sul apresenta de 14 de maio a 21 de agosto, é o ápice do Programa Público iniciado em 2021 com o objetivo de refletir sobre a presença e representatividade de artistas negros e negras no Acervo Artístico do MARGS e também no sistema da arte.

Ao longo do projeto realizado neste último ano, o Museu tem se proposto a refletir sobre os processos de apagamento e invisibilização da produção artística de autoria negra no campo da arte, bem como a implicação histórica de seu papel enquanto instituição museal e pública, ao mesmo tempo instigando a ampla rede que envolve pensar criticamente sobre tais questões.

Para tal, o projeto tem trazido a público conferências, palestras, encontros, cursos, debates, conteúdos e diversas ações com artistas, teóricos/as, pesquisadores/as, curadores/as e intelectuais negros/as e do pensamento negro no Brasil, incluindo agentes de movimentos sociais e ONGs. Por meio desse conjunto de atividades, tem-se refletido sobre questões como:

– As intersecções entre relações sistêmicas da arte e raça;
– Os processos de discussão decolonial em instituições culturais brasileiras;
– Os mecanismos e estratégias para uma educação antirracista a partir da arte;
– E o papel dos museus e das instituições na implementação de políticas e ações, sobretudo desde o sul do Brasil.

Assim, a exposição “Presença Negra no MARGS” se coloca como ponto culminante e de aprofundamento dos debates e investigações. Com curadoria de Izis Abreu e Igor Simões, e assistência de curadoria de Caroline Ferreira, a ampla mostra coletiva ocupará todas as salas e galerias do primeiro andar do Museu (Pinacotecas, Salas Negras e Sala Aldo Locatelli), problematizando as ausências e (in)visibilidades de sujeitos negros/as na arte. O objetivo da exposição é ampliar a representatividade desses profissionais no programa curatorial do Museu, assim como em seu Acervo Artístico.

Para tanto, a Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul — Sedac, por meio do MARGS e do RS Criativo, firmou uma parceria com o Sesc/RS que resultou na residência artística “IncorporAÇÕES e Cruzas Poéticas”, voltada a artistas negras e negros do circuito artístico gaúcho.

A residência visou aproximar artistas de diferentes regiões gaúchas cujas poéticas partem de linguagens também diversas, promovendo diálogos interdisciplinares que poderão ser vistos na exposição. Além disso, a residência promoveu consultorias e mentorias destinadas a impulsionar suas carreiras.

Ao longo dos meses em que a mostra estiver em exibição, está prevista uma programação composta por atividades de caráter educativo e artístico, como oficinas, seminários e performances, num esforço conjunto de reverter as ausências, aumentando a visibilidade da produção artística de autoria negra no Estado do Rio Grande do Sul.

 

REALIZAÇÃO