O projeto propõe oportunizar palestras e apresentações literárias exclusivamente a estudantes de escolas públicas, selecionando escritores, professores ou especialistas em determinadas áreas da literatura, possibilitando trabalhar as temáticas de uma forma mais dinâmica e consequentemente menos expositiva, técnica ou tradicional. Além de oportunizar e dinamizar o acesso ao acervo das Bibliotecas do Sesc.

 

PROGRAMAÇÃO 2017

Profissional: Guto Leite

+

É professor adjunto de Literatura Brasileira na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Graduado em Linguística pela Unicamp, especialista, mestre e doutor em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi professor temporário de Literatura Brasileira na UFRGS entre 2011-2013 e bolsista CNPq de mestrado entre 2009 e 2010. Um dos palestrantes do Sesc Mais Leitura 2013, ministrando cerca de quarenta palestras em escolas públicas por todo o Rio Grande do Sul. Vencedor do Prêmio Açorianos de Criação Literária em 2012, autor de cinco livros de poemas, quatro roteiros de curtas-metragens, compositor popular, argumentista de quadrinhos, bem como selecionado para diversas coletâneas literárias.
Tema: Guimarães Rosa, um contador de histórias
Sinopse: A partir de uma seleção de textos importantes e característicos da obra do autor, de Sagarana, Campo geral, Grande sertão: veredas, Primeiras estórias e Tutameia, Guto Leite vai costurar a história do garoto curioso do interior de Minas Gerais que se tornou médico, diplomata e um dos maiores escritores brasileiros do século XX, um amante das palavras em nossa língua e em outras. Um revitalizador do português brasileiro e o criador do sertão como um espaço mítico e maravilhoso. Cantigas, causos, filmes, imagens; tudo será mobilizado para recuperar a figura do escritor e suas histórias, a fim de que os jovens se interessem e recebam um passaporte de entrada para seu mundo.

Profissionais: Mariana Beppler e Geison Aquino

+

No projeto Histórias da Bergamotinha, do Teatro Mototóti as histórias não são apenas contadas, mas sim, contadas, cantadas e encenadas, propondo uma nova roupagem para o momento do contar, onde teatro, música e contação de histórias dialogam, criando um espetáculo multilinguagens em que a protagonista é a história. “Histórias do Mundo” – uma aventura em que a plateia será convidada a viver uma grande viagem literária por diversas culturas. Neste trabalho, nossos contadores de histórias dão espaço para contos populares de diferentes lugares do mundo, percorrendo lendas, costumes, músicas e tradições, para compartilhar com o público toda a sabedoria das histórias que passaram de geração em geração pelo mundo.
Tema: Histórias do mundo
Sinopse: Neste projeto as histórias não são apenas lidas, mas sim contadas, cantadas e encenadas, utilizando-se de elementos teatrais como a música, a manipulação de objetos, bonecos e instrumentos musicais, para transformar a história em um espetáculo multilinguagem, que encanta a todas as idades. No SESC Mais Leitura o público poderá conferir a mais recente performance do núcleo: “Histórias do Mundo”. Um box de três contos retirados da cultura popular de diversos lugares do planeta. Histórias que marcaram gerações pelos cinco continentes, viajaram pelo tempo, foram compartilhadas de pais para filhos e hoje compõem nosso repertório, convidando o público a viver uma grande aventura conosco.

Profissional: Lélia Almeida

+

Lélia Almeida fez mestrado em Literatura Brasileira pela UFRGS e seu doutorado em Literatura da América Latina na Argentina. Estreou na literatura com o romance Antônia, em 1987. Ganhou o Prêmio Açorianos de 2013, na categoria narrativa longa, com seu romance O amante alemão. Foi professora universitária na UNISC por 16 anos, atuando na área da Teoria Literária e Literatura Brasileira onde, pelo menos duas vezes por ano, ao longo deste período, trabalhou com os alunos Clarice Lispector. No Centro de Estudos Brasileiros em Barcelona e em Mendoza ministrou cursos sobre Clarice Lispector, juntamente com outros nomes da literatura brasileira, num programa de difusão da nossa cultura, via Itamaraty, nestes países.
Tema: A descoberta do mundo, por Clarice Lispector
Sinopse: Cada encontro terá como objetivo apresentar e aprofundar a leitura de Clarice Lispector pelos alunos do ensino médio. A proposta é desmistificar a escritora – considerada hermética por alguns leitores – por meio dos seus contos, crônicas e prosa poética, considerados como peça-chave para a compreensão dos romances de Clarice. Os textos escolhidos irão dialogar com temas que fazem parte da vivência e do universo dos alunos, provocando assim a reflexão literária, estética e filosófica, características tão comuns na obra da autora.

Profissional: Ricardo Silvestrin

+

Formado em Letras pela UFRGS, 1985, no mesmo ano, publicou seu primeiro livro de poemas, “Viagem dos olhos”, pela editora Coolírica. Desde então, teve mais 15 obras de poesia editadas. Ganhou 5 vezes o Prêmio Açorianos de Literatura. Seu livro de 2004, “É tudo invenção” foi selecionado para representar o Brasil na 41ª Feira de Literatura de Bolonha e integra a Biblioteca Básica do Estudante Brasileiro, da FNLIJ, além de fazer parte dos programas de leitura PNBE e Alfabetização na Idade Certa.
Em 2001, com os também poetas Alexandre Britto e Ronald Augusto, criou o grupo musical os poETs.
De 2003 a 2009, Ricardo Silvestrin escreveu uma coluna quinzenal no Segundo Caderno do jornal Zero Hora. De 2008 a 2011, deu aulas de roteiro e dramaturgia no Curso de Realização Audiovisual da Unisinos. Em dezembro de 2010, foi indicado para assumir a direção do Instituto Estadual do Livro, cargo que ocupou até maio de 2012. É colunista do site Musa Rara e da revista Lamás Medula, da Argentina.
Tema: Escrevendo, Escreouvindo, Escrelendo
Sinopse: Como um vocalista de banda, como um rapper, o poeta Ricardo Silvestrin diz seus poemas. Diz de memória, o que facilita a entonação, a inflexão, a pontuação e os trânsitos da palavra com o corpo. São poesias que estão nos seus diversos livros. E aí já temos outro trânsito, da palavra escrita para a falada. Dos olhos para a boca e os ouvidos. Um poeta se faz no seu tempo, mas também no convívio com o que os poetas de todos os tempos já escreveram. Assim, Ricardo vai falar, além de seus próprios poemas, algumas poesias de dois outros poetas que foram e são importantes para a sua formação como criador: Manuel Bandeira e Drummond. “Escrevendo, escreouvindo, escrelendo”, como Ricardo diz num dos seus poemas, é a síntese do que ele apresenta: a palavra vista, ao vivo com o poeta, ouvida e lida.

Profissional: Rodrigo Prates

+

Licenciado em Letras, o cantautor promove encontros de música com professores e shows através do projeto de canções infantis Zuando Som idealizado por ele em 2004. Já gravou quatro CDs e foi indicado ao Prêmio Açorianos de Porto Alegre na categoria “Melhor Álbum Infantil” em 2011 e 2014. Foi contemplado com dois Editais do Ministério da Cultura para a realização do projeto “Histórias Cantadas da Infância dos Mestres Griôs”. Atualmente, além de apresentar shows com o Projeto Zuando Som também ministra oficinas lúdicas para professores e alunos abordando a “musicalização literária” como um meio de transformação e inclusão social nos Estados do RJ, RS, SC e SP.
Em 2016, financiou o seu 5° CD “ Zuando em Família” pela prefeitura de Porto Alegre.
Tema: Canção em construção
Sinopse: Com o intuito de auxiliar a formação de novos leitores, o Projeto Zuando Som propõe contribuir para a formação de novos leitores através da descoberta do lúdico como meio de socialização escolar. Serão utilizadas canções populares brasileiras em que letra e música serão ferramentas importantes para o desenvolvimento das atividades, fortalecendo assim o vínculo entre escola, biblioteca, literatura e canção. Ao final das explanações, os participantes serão convidados a escrever uma canção, tendo como base as leituras prévias que fizeram refletindo a partir delas e sugerindo frases e palavras para esta construção.

Confira as Unidades Sesc participantes:

SESC ALEGRETE

Rua dos Andradas, 71 – Fone (55) 3422.2129 / pamaral@sesc-rs.com.br

SESC BAGÉ

Rua Barão do Triunfo, 1280 – Fone (53) 3242.7600 / bibliotecabage@sesc-rs.com.br

SESC CACHOEIRINHA

Av. João Pessoa, 27 – Fone (51) 3439.1751 / bibliotecacachoeirinha @sesc-rs.com.br

SESC CANOAS

Av. Guilherme Schell, 5340 – Centro – Fone (51) 3456-2013 /bibliotecacanoas@sesc-rs.com.br

SESC CARAZINHO

Av. Flores da Cunha, 1224 – Fone (54) 3331-2451/3331-2361 / bibliotecacarazinho@sesc-rs.com.br

SESC BAGÉ

Rua Moreira César, 2462 – Fone (54) 3221-5233/3221-5335/3221-5403 / bibliotecacaxias@sesc-rs.com.br

SESC FREDERICO WESTPHALEN

Rua Arthur Milani, 854 – 1º andar – Centro – Fone (55) 3744-3076 / 3744-7450 / bibliotecafrederico@sesc-rs.com.br

SESC GRAVATAÍ

Rua Anápio Gomes, 1241 – Fone (51) 3497-6174 / 3497-6118 / 3497-6239 / bibliotecasescgravatai@sesc-rs.com.br

SESC LAJEADO

Rua Silva Jardim, 135 – Fone (51) 3714.2266 e (51) 3710-1970 / bibliotecalajeado@sesc-rs.com.br

SESC NAVEGANTES – PORTO ALEGRE

Av. Brasil, 483 – Bairro Navegantes – Fone (51) 3342.5099 / bibliotecanavegantes@sesc-rs.com.br

SESC PASSO FUNDO

Av. Brasil, 30 – Fone (54) 3313-4318/ 3311-9973 / bibliotecapassofundo@sesc-rs.com.br

SESC SANTANA DO LIVRAMENTO

Rua Brigadeiro David Canabarro, 650 – Fone (55) 3242-3210/ 3242-3732 / bibliotecalivramento@sesc-rs.com.br

SESC TAQUARA

Rua Júlio de Castilhos, 2835 – Fone (51) 3541-2022 / bibliotecataquara@sesc-rs.com.br

SESC URUGUAIANA

Rua Flores da Cunha, 1984 – Fone (55) 3412-2482/3412-4624/3411-2433 / bibliotecauruguaiana@sesc-rs.com.br